Aventuras Maternas: De férias com a garotada

Confira dicas de programas não convencionais e atividades para divertir os pequenos

Por O Dia

Isabela, 9 anos, filha de Cláudia Romero, criadora do canal youtube.com/comcria
Isabela, 9 anos, filha de Cláudia Romero, criadora do canal youtube.com/comcria -

Quem tem filhos pequenos em casa costuma se perguntar o que fazer para entretê-los nas férias e fins de semana e se depara com atrações muito caras e que dependem de transporte, alimentação e uma logística complicada. Entretanto, crianças não precisam de atividades muito elaboradas para se divertir o tempo todo. "Com organização e algumas ideias criativas, não é necessário nem mesmo mexer no bolso, nem recorrer a gadgets como babás tecnológicas. Com criatividade e presença, conseguimos inventar coisas bem bacanas", conta Mônica Amarante, mãe de Pedro, 5 anos, que recorre a brincadeiras antigas e um cronograma de atividades simples, dentro de casa ou na pracinha do bairro para divertir o menino.

Criadora da plataforma Guia Fora da Casinha e mãe de duas meninas, Luisa Alves sempre gostou de garimpar passeios mais alternativos e acessíveis e, com a chegada das crianças, a necessidade de garantir o lazer sem onerar o orçamento ficou ainda maior. Além disso, ela percebeu que não apenas os brinquedos convencionais poderiam atrair a atenção das filhas. "Uma simples caminhada pelo bairro, a produção de uma receita ou um piquenique na pracinha se transformam em uma experiência divertida quando estamos juntos. E são repertórios para as possíveis memórias base, aquelas que marcam pra sempre a infância", explica.

Já a psicóloga Sandra Tambara, mãe de dois meninos, faz um alerta sobre a importância dos pais estarem presentes para qualquer atividade que envolva seus filhos. "A criança sente a ausência, a competição com o celular, o olhar distante e a expressão corporal do impaciente. Quando o adulto interage por inteiro, as respostas vêm e as atividades surgem naturalmente", diz. E há muitas brincadeiras que podem ser realizadas em família e gratuitamente, como os jogos de tabuleiros, adivinhação e mímica. "Outros exemplos que podem incluir os pequenos são cozinhar em família, visitar parques ou museus gratuitos", completa.

Cláudia Romero, mãe de um casal e responsável pelo canal ComCria, do Youtube, lembra que o ideal é que as crianças não passem pelos dias de ócio em frente ao celular, tablet ou TV. E entre as brincadeiras que faz com os filhos, estão algumas com que muitos pais se divertiam quando crianças, como adedanha ou stop, caixa surpresa e detetive. "Há outras inúmeras opções, como montar um acampamento na sala ou quintal, usando lençóis, almofadas e pregadores para fazer uma barraca; organizar uma sessão de cinema em casa, com pipoca e cobertor para ver um filme com a família; fazer arte com sucata, usando rolo de papel, lata de leite e tampinhas que iam para o lixo e criar brinquedos", diz.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários