Nação rubro-negra corre o risco de perder a garotada

Com Vizeu e Vinicius negociados, bola da vez é Paquetá, na mira do Manchester City

Por

Paquetá: multa rescisória de R$ 222 milhões não assusta os ingleses -

Enquanto o mundo inteiro voltará as atenções para a Copa do Mundo da Rússia, a pausa no Campeonato Brasileiro será de trabalho árduo para o técnico Mauricio Barbieri. Com as iminentes saídas de Vinicius Junior e Felipe Vizeu, além da possível investida do Manchester City por Lucas Paquetá, o Flamengo pode perder o trio responsável por metade dos gols marcados neste Campeonato Brasileiro quatro de Vinicius, três de Paquetá e três de Vizeu.

A única baixa certa é Felipe Vizeu, que acertou sua ida para a Udinese no início do ano. Já Vinicius Junior ainda não acertou seu futuro. Vendido ao Real Madrid em maio do ano passado, o garoto tem chances de ficar no Rio de Janeiro até o fim do ano, mas espera a escolha do novo técnico dos madrilenos para saber se irá de vez para a Espanha. Sua permanência, entretanto, é considerada difícil.

Na lista de suplentes da seleção brasileira para a Copa do Mundo, o meia Lucas Paquetá é quem menos preocupa a diretoria rubro-negra. Apesar do interesse de clubes europeus e muitos boatos sobre uma possível transferência, a multa rescisória de 50 milhões de euros (R$ 222 milhões) dificulta sua saída. Ainda assim, pode ser necessário fazer esforço para mantê-lo após o Mundial, já que, segundo o canal de TV Esporte Interativo, o Manchester City estaria disposto a desembolsar o valor.

As opções de reposição para Barbieri não estão à altura. Para a vaga de Vinicius, o Marlos Moreno, Geuvânio e Berrío, recuperado de lesão, também pode exercer a função, mas nenhum deles deles é unanimidade entre os torcedores. Para a posição de centroavante, o jovem Lincoln, de 17 anos, seria a primeira opção para o banco de reservas com a saída de Felipe Vizeu.

Já em caso de uma perda inesperada de Lucas Paquetá, nome mais badalado da equipe na temporada, os candidatos a assumir a vaga são o jovem Jean Lucas e o contestado Willian Arão. Outra opção é o meia Matheus Sávio, que voltou recentemente de empréstimo ao Estoril, de Portugal, mas não tem a mesma presença defensiva.

BUSCA POR REPOSIÇÃO

Ciente da necessidade de ir ao mercado, a diretoria, comandada pelo vice-presidente de futebol Ricardo Lomba, se movimenta silenciosamente em buscar de reforços. Recentemente, o atacante Vágner Love esteve no radar do Rubro-Negro, mas os valores pedidos pelo jogador afastaram as chances de repatriá-lo.

Outro nome que desperta interesse é o volante Walace, do Hamburgo, que chegou a estar perto de reforçar o Flamengo no início do ano, mas a negociação com o clube alemão não avançou. Pouco utilizado nesta temporada, não deve ter a saída dificultada.

Galeria de Fotos

Paquetá: multa rescisória de R$ 222 milhões não assusta os ingleses Gilvan de Souza / Flamengo
Wnum sanki henim ea asd facoloero de consed tati ng el in eui sit adipitu utat strdwe Gilvan de Souza / Flamengo

Comentários

Últimas de Esporte