Ferrolho suíço gera preocupação na seleção brasileira

Destaque no Sion, ex-rubro-negro Adryan alerta que o Brasil fará o jogo mais difícil na primeira fase da Copa do Mundo

Por ALYSSON CARDINALI

Brasil terá desafio complicado contra a Suíça
Brasil terá desafio complicado contra a Suíça -

Rio - 'Um grande desafio para o Brasil.' Ex-jogador do Flamengo e há quase um ano defendendo o Sion, Adryan demonstra confiança na conquista do hexa, mas faz um alerta para Neymar & Cia.: o duelo contra a Suíça será o mais difícil para a Seleção na primeira fase da Copa do Mundo. Não só por se tratar da estreia na qual a ansiedade é maior , mas porque o adversário está muito bem preparado e pronto para surpreender.

"Será o jogo mais complicado para o Brasil. A Suíça vem de ótima campanha nas Eliminatórias e dificilmente leva gols. É uma equipe de muita consistência tática, forte sem a bola e com qualidade quando está com ela", frisa Adryan, que crê que os suíços têm condições de ficar com uma das duas vagas do Grupo E.

"É difícil prever até onde podem chegar, pois futebol é surpreendente, mas a Suíça tem capacidade para ir às oitavas de final e, quem sabe, às quartas. É um time experiente", avalia.

O alerta sobre a força da seleção suíça, porém, não abala a confiança de Adryan no bom desempenho da seleção brasileira no Mundial. Ele acredita, inclusive, em vitória verde e amarela hoje, em Rostov. E vê a Seleção como favorita ao título.

"Temos tudo para fazer uma Copa inesquecível. Os jogadores possuem muita qualidade, estão confiantes e motivados. Acredito muito no Tite e na força do grupo", revela Adryan, que arrisca uma vitória verde e amarela por 2 a 0.

FELIZ E MAIS MADURO

Contratado pelo Sion em julho de 2017, Adryan está totalmente adaptado à Suíça e ao futebol local. Após algumas passagens na Europa (defendeu Cagliari-ITA, Leeds United-ING e Nantes-FRA), o meia-atacante está feliz no novo clube.

"Pelas experiências que tive na Europa, cheguei mais maduro dentro e fora de campo, o que facilitou minha adaptação", diz Adryan, que teve bom rendimento no Campeonato Suíço.

"Apesar de coletivamente o time ter oscilado (ficou apenas em sexto lugar), penso que individualmente tive uma boa temporada. Mais um ano de evolução e muito aprendizado", frisa, pronto para manter a boa fase no Sion depois de curtir as férias e a Copa do Mundo no Brasil.

Galeria de Fotos

Brasil terá desafio complicado contra a Suíça AFP
Brasil estreia contra a Suíça neste domingo Lucas Figueiredo/CBF

Comentários

Últimas de Esporte