Cariocas em queda livre no pós-Copa do Mundo

Juntos, Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo têm só 11 vitórias em 40 jogos no Brasileiro depois do Mundial

Por

Técnico do Vasco, Alberto Valentim
Técnico do Vasco, Alberto Valentim -

Rio - A alegria do torcedor carioca ultimamente é rir da desgraça do rival. Em queda livre depois da Copa do Mundo da Rússia, Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco têm acumulado decepções e refletem no Brasileiro o péssimo momento vivido pelo futebol do Rio. Foram apenas 11 vitórias em 40 jogos na principal competição nacional, com incrível saldo negativo de 23 gols.

Como resultado, botafoguenses, tricolores e vascaínos viram aumentar o risco de rebaixamento, enquanto rubro-negros diminuíram as chances de título.

As piores situações são de Vasco e Botafogo. Ambos em queda livre, já estão no segundo técnico neste semestre e continuam sem padrão de jogo. Depois de Jorginho e Marcos Paquetá demitidos, Alberto Valentim e Zé Ricardo têm a missão de reerguer os dois gigantes, que só conseguiram duas vitórias no Brasileiro após a Copa.

Não à toa, os dois clubes são os que mais despencaram na tabela: entraram de recesso em 9º (Botafogo) e 11º (Vasco) lugares e agora estão colados à zona de rebaixamento. Nesse período, os alvinegros fizeram apenas quatro gols em 10 jogos no Brasileiro e sofreram 17. Os vascaínos, marcaram 8 vezes e levaram 14 gols.

Já o Fluminense talvez seja o mais regular, o que não significa algo bom. Se antes da Copa ficou em 12º lugar, com 14 pontos em 12 jogos, a partir de julho jogou 10 vezes no Brasileirão sob o comando de Marcelo Oliveira e somou 13 pontos, com apenas três vitórias. E o ataque tricolor, que tinha média de 1,16 gol por jogo, caiu para 0,8. Sem Pedro, com o joelho direito machucado, a situação ficou ainda pior os dois últimos gols foram marcados graças aos adversários, que fizeram contra.

Na outra ponta da tabela, o Flamengo foi o único a manter seu técnico e até poderia se vangloriar da campanha, mas a queda pós-Copa desanimou seus torcedores e gerou muitas críticas. Outrora líder com quatro pontos de vantagem, o Rubro-Negro não apenas caiu para o terceiro lugar como agora está cinco pontos atrás do São Paulo. Isso em apenas 10 rodadas. Graças a um aproveitamento que era de 75% e despencou para 46,6%.

Com somente 4 vitórias, o Flamengo ainda viu sua sólida defesa que havia levado apenas 7 gols em 12 jogos, tornar-se mais frágil, sendo vazada 11 vezes em 10 rodadas. Como resultado, o desempenho de campeão acabou diminuindo as chances de título para apenas 4% no momento.

Para piorar, o Flamengo ainda teve a decepcionante eliminação nas oitavas de final da Libertadores para o Cruzeiro, com derrota em plen Maracanã por 2 a 0. E o técnico Mauricio Barbieri já sente a pressão aumentar.

Comentários

Últimas de Esporte