Túlio desafia o tempo, fecha contrato com o Taboão e mira gol 1001

Ídolo do Botafogo tem 40 anos

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Túlio
Túlio -

São Paulo - "Alô, galera de Taboão da Serra! Agora é pra valer, hein? Túlio Maravilha vai voltar a jogar futebol, agora pelo CATS, Clube Atlético Taboão da Serra, no Campeonato Paulista de 2019, a A3. Vou em busca do 'Gol Superação', o gol 1001." Foi com essa mensagem, bem ao seu estilo, divulgada por vídeo, que o Taboão anunciou a contratação do ex-jogador, ou melhor, do ainda jogador Túlio. Aos 49 anos, e com a irreverência de sempre, ele está de volta. Mais uma vez. E já traçou a próxima meta.

O milésimo gol, em suas próprias contas, foi marcado em 2014, na sua estreia pelo Araxá, na segunda divisão do Campeonato Mineiro O artilheiro marcou de pênalti, aos 29 minutos, contra o Mamoré Na ocasião, Túlio Maravilha dedicou o feito à família e "todos que acreditam em seus sonhos". Como fez em 1995, após o título do Botafogo no Campeonato Brasileiro, Túlio foi carregado pelos companheiros e, com a bola nas mãos, celebrou a marca.

Agora, ele quer ampliar a contagem. Superar seus próprios limites. Deixar a aposentadoria para fazer mais história. "Esporte é tudo na minha vida. Sou Túlio Maravilha graças ao futebol, o maior entretenimento do planeta." O reforço do Taboão, que costuma fazer barulho em suas contratações (já trouxe Viola, por exemplo), disse ainda que o time "terá o maior artilheiro em atividade no mundo."

Em contato com o Estado, o presidente do clube, Anderson Nóbrega, não poupou elogios ao jogador. "Túlio é um fenômeno e mesmo com uma idade avançada tem físico excelente. É um exemplo", disse. "Será fundamental ter um atleta que já viveu tudo no futebol e pode mostrar os caminhos para que o time seja vencedor." Em 2018, o Taboão foi o 10º colocado na Série A3, que tinha 20 clubes.

Túlio já defendeu mais de 30 equipes desde 1987 e jogou pela seleção em 15 oportunidades. Seu melhor momento ocorreu na Copa América de 1995, ano em que brilhou também no Botafogo. No Brasileiro, Túlio foi o artilheiro em 1989, com 11 gols pelo Goiás. Em 1994, fez 19 gols pelo Botafogo, e em 1995, 23 gols.

O Taboão já esteve para contratá-lo, mas a primeira tentativa não foi bem-sucedida. "Era para ter estreado pelo Taboão em 2016/2017, mas não deu certo no primeiro contato. Agora, o presidente do clube me procurou e a gente se entendeu. Agora é pra valer! Eu vou me apresentar oficialmente em novembro e a partir de janeiro começam os treinamentos", afirmou.

Últimas de Esporte