'Há 99% de chances da F-1 no Rio'

Presidente Jair Bolsonaro recebe diretor-executivo da categoria, em Brasília, e prevê corrida em 2021

Por O Dia

O presidente da República, Jair Bolsonaro, reafirmou que a Fórmula 1 retornará ao Rio de Janeiro e garantiu que há 99% de chances de acontecer em 2021. A declaração foi feita minutos após reunião de cerca de duas horas no Palácio do Planalto com o diretor-executivo da Liberty Media, dona da categoria, Chase Carey, e participação do governador fluminense, Wilson Witzel.

"Nós não perderemos a Fórmula 1. O contrato vence no ano que vem em São Paulo e eles resolveram retornar a Fórmula 1 para o Rio de Janeiro. Obviamente, ou seria isso ou a saída do Brasil. Há praticamente 99% de chances, ou mais, de ter a Fórmula 1 a partir de 2021 no Rio de Janeiro", garantiu Bolsonaro.

Ele também comentou que no Rio o autódromo teria capacidade para 130 mil espectadores, contra 60 mil em Interlagos: "Não tem guerra. Ia sair do Brasil e está ficando. Está voltando para o Rio de Janeiro. Não vou acusar São Paulo de ter retirado a Fórmula 1 do Rio (a partir de 1990)".

Apesar do discurso otimista do presidente, o futuro da Fórmula 1 no Brasil ainda não foi definido. Carey, inclusive, tinha uma reunião marcada com os representantes de São Paulo também nesta segunda-feira e reagendou o encontro para hoje. O contrato com Interlagos termina em 2020 — o governador João Doria e o prefeito Bruno Covas querem manter a categoria na cidade. Um dos entraves na negociação é o valor a ser pago pelos organizadores à Fórmula 1.

"Não estamos com nada fechado. Ainda estamos em negociação. Não queremos fechar qualquer possibilidade. As negociações estão em andamento com Rio e com São Paulo", disse o diretor-executivo da Fórmula 1.

A promessa é que as obras para a construção do novo autódromo, em terreno cedido pelo Exército em Deodoro, na Zona Oeste, comecem em setembro deste ano. Antes, é necessário que sejam obtidas as licenças ambientais para que o consórcio Rio Motorsports, vencedor da licitação, dê andamento ao processo. 

A comissão especial da Câmara de Vereadores do Rio que acompanha a implementação do autódromo vai se reunir amanhã para tratar do assunto e ainda haverá uma audiência pública.

Além da Fórmula 1, os responsáveis pelo novo autódromo em Deodoro negociam para receber uma etapa do Mundial de Motovelocidade.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários