Juiz afirma em decisão que Palmeiras 'sequer tem título mundial'

Torcedor do clube processou fornecedora pedindo a entrega da camisa adquirida - compra esta cancelada posteriormente por falta de estoque. Magistrado de Rondônia negou o pedido

Por Lance

Allianz Parque receberá o confronto entre Palmeiras e Avaí, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro
Allianz Parque receberá o confronto entre Palmeiras e Avaí, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro -
São Paulo - Um processo de um torcedor do Palmeiras contra a Adidas, que corre na 1ª Vara do Juizado Especial Cível de Ji-Paraná, no Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia (TJRO), levantou polêmica. Na decisão, ao argumentar os motivos que o fizeram indeferir o pedido do torcedor, o juiz Maximiliano Darci David Deitos afirmou que o Palmeiras "sequer tem título mundial". Este torcedor desejava danos morais e a entrega de uma camisa que comprou do clube pela loja da fornecedora de material esportivo, mas que foi cancelada pela Adidas por falta de estoque.

O LANCE! confirmou a decisão, divulgada inicialmente pelo site "Migalhas", datada do último dia 18. Este torcedor comprovou que efetuou a compra de uma camisa do Palmeiras versão 2016, modelo 2, em 12 de setembro de 2018, com na sequência a compra sendo cancelada pela Adidas por falta de estoque, bem como o estorno dos valores cobrados no cartão de crédito. O juiz lembrou que o torcedor "embora alegue que seja colecionador das camisas de um time que sequer tem título mundial (...) em nada impede que adquira o produto por meio de terceiros".

"Por mais que o requerente seja fanático torcedor do seu time, a simples fato do cancelamento da venda da camisa especial não dá ensejo aos danos morais. Enfatize-se, pois, que houve a justificativa da parte requerida, informando a falta de disponibilidade de estoque. Ademais, veja-se que o pedido foi cancelado em setembro de 2018 e somente em abril de 2019 o autor propôs a demanda, fato que demonstra a inexistência do abalo moral, ante o lapso temporal entre o ocorrido e a propositura da demanda", afirmou o magistrado em trecho da decisão.

A ação acabou sendo extinta, com julgamento do mérito. Cabe recurso deste torcedor na segunda instância do TJRO.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia