Bruno estreia pelo Poços de Caldas e garante: 'Ainda tenho muita lenha pra queimar'

Goleiro entra no segundo tempo do jogo diante do Independente de Juruaia no Estádio Bandolão. Na entrevista coletiva, clube só permite perguntas sobre futebol

Por O Dia

O goleiro Bruno quer mostrar a sua rotina aos fãs nas redes sociais
O goleiro Bruno quer mostrar a sua rotina aos fãs nas redes sociais -

Poços de Caldas (MG) - O goleiro Bruno estreou neste sábado pelo Poços de Caldas jogando no segundo tempo da vitória por 2 a 0 do Vulcão, como o time mineiro é conhecido, diante do Independente de Juruaia, em amistoso no Estádio Bandolão. A volta de Bruno aos gramados teve pedidos de autógrafos e de selfies e gritos de apoio da torcida. O jogo teve 300 pagantes e, ao fim da partida, Bruno afirmou que a motivação era a mesma que entrar no Mineirão lotado.

Antes do amistoso, Bruno foi apresentado ao lado do elenco. O clube só permitiu perguntas sobre futebol durante a entrevista coletiva. Ele foi preso em setembro de 2010 e condenado em março de 2013. Ele cumpre pena de 20 anos e nove meses pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho. Como conseguiu voltar ao regime semiaberto em julho, o goleiro tem autorização para trabalhar durante o dia.

O goleiro conseguiu autorização da Justiça para viajar de Varginha para Poços de Caldas, cidade a 160 quilômetros, tendo que retornar às 21h. Ele chegou ao centro de treinamento do clube acompanhado da filha de dois anos, da esposa e da advogada, sendo acompanhado por dois seguranças na chegada. 

A advogada do goleiro impediu a TV Alterosa, afiliada do SBT, de fazer perguntas e até de posicionar o microfone sobre a mesa para captação de áudio. A Alterosa divulgou as imagens de Bruno no bar no horário em que ele deveria estar trabalhando e, após a reportagem, ele foi condenado por falta grave e teve de voltar ao regime fechado.

"Acho que as pessoas esperam o mesmo goleiro que atuou no Flamengo, no Corinthians, no Atlético-MG. Faço disso um desafio, e somente o dia a dia e o trabalho diário, através da minha vontade vão mostrar aonde posso chegar. Eu tenho muita lenha para queimar. Tem jogadores aí hoje chegando aos 40, tenho 34 anos e na posição como goleiro ajuda", afirmou Bruno.

O goleiro também comentou sobre sua expectativa pelo contato com o público: "Pela primeira vez eu pude sair de Varginha. Em Varginha, eu estava me sentindo praticamente em casa. Da mesma forma que eu consegui conquistar aquelas pessoas, tenho certeza de que, se as pessoas me derem essa oportunidade de estar aqui em Poços de Caldas, tenho certeza de que, a partir do momento que as pessoas passarem a conhecer o Bruno mais de perto, ver o ser humano que é o Bruno, tenho certeza de que pode mudar de muita gente. Vou ter uma grande oportunidade de mostrar esse novo eu".

Há uma expectativa de que o Poços de Caldas dispute uma competição oficial em agosto de 2020, na Terceira Divisão do Campeonato Mineiro. Bruno, por enquanto, segue com treinamento em Varginha com um personal trainer e, a princípio, não vai treinar com seus colegas de time.

"Nós apostamos na questão jurídica, a partir de janeiro, quem sabe, fevereiro, alguns ajustes. Talvez até mude para Poços de Caldas, seja até liberado. Se continuar desta forma, nós sabemos da dificuldade, mas se tiver autorização de pelo menos três vezes na semana estar junto com o grupo, não vejo problema algum", explicou. Sobre a disputa da Terceira Divisão em 2020, Bruno explicou que seu contrato vai até janeiro: "Mas vou ter o tempo necessário para treinar, para poder resolver meus problemas pessoais. E quem sabe, quando começar a competição, eu possa já ter ajustado esses detalhes".


 

 

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários