Tevez recebe proposta do Flamengo - Reprodução/Instagram
Tevez recebe proposta do FlamengoReprodução/Instagram
Por O Dia
Buenos Aires, Argentina - A pandemia do novo coronavírus tem assolado todo o planeta e acarretado inúmeros problemas na economia de diversos países. Os recentes problemas tem despertado a solidariedade em grandes jogadores do futebol mundial, que tem ajudado financeiramente no combate à COVID-19. Em entrevista à 'América TV', o atacante Carlos Tévez, do Boca Juniors, falou sobre a situação.

"Qualquer jogador pode viver seis meses ou um ano sem cobrar ou com salário mínimo. Não se pode comparar com gente que vive a cada dia que tem que sair às 6 horas da manhã e voltar às 19 horas da noite para comer no outro dia", disse o ex-jogador do Corinthians, que complementou:

"Temos que ajudar e ir até os necessitados. É fácil falar da minha casa, sem sair dela, sabendo que tenho comida para meus filhos? Isso é o mais preocupante. Eu trato de estar com as pessoas do meu bairro", encerrou. Grandes nomes do futebol mundial como Messi e Cristiano Ronaldo, já realizaram doações em combate à doença.