Globo rebate MP assinada por Bolsonaro e afirma que não alterará contratos atuais

Emissora afirmou que a Medida Provisória não afeta as competições as quais têm direito

Por O Dia

Rede Globo
Rede Globo -
Rio - Nesta manhã, o presidente Jair Bolsonaro assinou a Medida Provisória 984, que dá poder de autorização de transmissão das partidas aos clubes mandantes. Contudo, a 'Rede Globo', detentora dos direitos televisivos do Campeonato Carioca, respondeu, afirmando que não alterará os contratos previamente assinados, alegando que "são negócios jurídicos perfeitos, protegidos pela Constituição Federal".

"A nova Medida Provisória não afeta as competições cujos direitos já foram cedidos pelos clubes, seja para as temporadas atuais ou futuras. A Globo continuará a transmitir regularmente os jogos dos campeonatos que adquiriu, de acordo com os contratos celebrados, e está pronta para tomar medidas legais contra qualquer tentativa de violação de seus direitos adquiridos.", trouxe o comunicado da Globo.

A polêmica surgiu por conta da partida entre Flamengo e Bangu, que ocorre nesta quinta-feira, às 21h, no Maracanã. Pela manhã, a Globo enviou comunicado à Ferj afirmando que 'não garante' a transmissão dos jogos do Campeonato Carioca, alegando insegurança nos protocolos realizados pela federação. À tarde, o Flamengo anunciou que fará transmissão por aúdio do confronto, via 'Fla TV, no Youtube.

Comentários