Ex-técnico de Botafogo e Fluminense polemiza ao defender retorno do futebol: 'Amigos meus já bateram nas mulheres'

René Simões também relativizou atividades paralisadas

Por O Dia

René Simões
René Simões -
Rio - Ex-treinador de Fluminense, Botafogo e ex-dirigente do Vasco, René Simões, deu uma declaração polêmica ao defender o retorno do futebol no Brasil. Segundo ele, o esporte deve retornar para reduzir a violência doméstica no Brasil.
"Vamos discutir o futebol como fator social para ajudar as pessoas que estão em casa enlouquecendo. Tenho amigos aqui que já se separaram, outros já bateram na mulher, outros batem nos filhos... Estão enlouquecendo. Se voltar o futebol, pode ser que ajude em alguma coisa", disse em entrevista à Radio Central de Campinas (SP).
Além disso, o ex-treinador, de 67 anos, também relativizou a forma como o isolamento social foi feito e falou sobre algumas profissões que não tiveram a suas rotinas alteradas. 
"Existe um aspecto social. Esses dias me perguntaram: 'Isso não pode, e se o jogador pega e fica doente? E se morrer? E eu fiz uma pergunta que acho que ele nunca mais vai me convidar pro programa. Eu perguntei: 'Quantas pessoas tinham morrido no supermercado?'. E se ele sabia se tinha morrido alguém nos supermercados e nas farmácias, nos postos de gasolina. Perguntei se algum dia ele reclamou que essas coisas estão funcionando por que alguém podia ficar doente. E ele falou: 'Isso porque isso é necessidade. Você precisa comer, precisa da farmácia'. Então, [quando é] a sua necessidade, você não tá preocupado com os outros. Vamos estar preocupados com todo mundo. Vamos ter um pouco de clareza", alegou.

Comentários