Cano mantém o Vasco 100% no Brasileirão

Artilheiro faz os gols na vitória sobre o São Paulo e chega a 11 em 15 partidas na atual temporada

Por

O argentino Germán Cano, destaque absoluto na vitória do Vasco
O argentino Germán Cano, destaque absoluto na vitória do Vasco -

Nem o mais otimista dos torcedores poderia prever um começo tão animador. Com atuação segura e dois gols do artilheiro Germán Cano, o Vasco obteve a segunda vitória seguida no Brasileiro ao fazer 2 a 1 no São Paulo (Reinaldo descontou), em São Januário, onde batera o Sport na estreia. Além de moral, o resultado mantém o time com 100% de aproveitamento e permite planos ambiciosos para o futuro.

Vasco e São Paulo fizeram um primeiro tempo equilibrado, com muita aplicação tática. Apesar do 0 a 0 até o intervalo, prevaleceu a doação dos jogadores na busca pelo gol. O time paulista surpreendeu e começou melhor, voltado ao ataque. Logo aos 2 minutos, Daniel Alves, escalado como meio-campo, perdeu boa chance ao não aproveitar cruzamento de Reinaldo, com o goleiro Fernando Miguel batido.

A postura são-paulina assustou o Cruzmaltino, que teve certa dificuldade para fugir da eficiente marcação avançada do adversário. Com o tempo, porém, Benítez entrou no jogo, o Vasco equilibrou as ações e passou a ser mais eficaz na criação de jogadas. Aos 25, Talles Magno desperdiçou boa oportunidade para balançar a rede em cabeçada na qual Tiago Volpi fez um milagre.

No segundo tempo, a transpiração e a inspiração seguiram intensas. O São Paulo novamente começou melhor e Paulinho Bóia, aos 8 minutos, acertou o travessão. O Vasco, porém, mostrou mais eficiência para balançar a rede e Germán Cano, bem posicionado, aproveitou rebatida após escanteio cobrado por Benítez para abrir o placar.

A vantagem deu maior tranquilidade aos comandados de Ramon Menezes. O Vasco aprimorou a marcação, mas sem abdicar do ataque. Brilhou, então, a estrela de seu artilheiro. Cirúrgico, Germán Cano recebeu passe de Andrey e chutou no canto de Volpi, aos 29. Foi seu 11º gol em 15 jogos na temporada. Aos 51, Reinaldo descontou, de pênalti, após Fernando Miguel defender a primeira cobrança, anulada pelo VAR. A fase é promissora.

Comentários

Últimas de Esporte