Meia do Lokomotiv Plovdiv, Lucas Salinas projeta estreia na Liga Europa - Divulgação/Lokomotiv Plovdiv
Meia do Lokomotiv Plovdiv, Lucas Salinas projeta estreia na Liga EuropaDivulgação/Lokomotiv Plovdiv
Por Lucas Oliveira
Rio - Na última sexta-feira, a temporada da Liga Europa 19/2020 chegou ao fim. Com partida única e de forma emocionante, a equipe do Sevilla bateu a Inter de Milão e conquistou o troféu com um gol decisivo do brasileiro Diego Carlos.
Publicidade
Já na próxima quinta, com menos holofotes, a nova temporada da Europa League começa para um outro brasileiro e seus companheiros. Trata-se de Lucas Salinas, meia do tradicional Lokomotiv Plovdiv-BUL, que estreia ainda pela primeira fase eliminatória. Para chegar até a fase de grupos serão necessários quatro confrontos eliminatórios e o sorocabano comentou sobre como ele acredita que será o início da competição.
"A expectativa é alta. Sabemos que é muito difícil entrar na fase de grupos, pois são quatro eliminatórias no total. Conquistamos essa vaga e estamos trabalhando pra ir o mais longe possível, sempre de degrau em degrau e quinta-feira espero que possamos dar o primeiro passo", disse Lucas.
Publicidade
A equipe búlgara vem se preparando para o confronto diante do FK Iskra Danilovgrad, que representa Montenegro na Europa League, que será a equipe mandante da partida. Lucas falou sobre a preparação para estreia.
"Estamos trabalhando e recebendo as informações e vídeos que a equipe técnica vem passando. O adversário tem um estilo de jogo mais físico e tentam impor o ritmo deles na partida. O fator casa também é positivo para eles, mas vamos fazer de tudo para passarmos à próxima eliminatória", garantiu.
Publicidade
A temporada 2019/20 foi de arrancada para carreira de Lucas Salinas. Após se destacar no Sertanense, de Portugal, ele chegou na Bulgária e foi peça fundamental no título da Copa da Bulgária e, no título na Super Copa contra o Ludogorets, do recém chegado Alex Santana (ex-Botafogo). O brasileiro acreditava em seu sucesso, mas acreditava que seria de maneira tão rápida.
"Eu imaginaria que conseguiria dar o salto. Estava tendo boas atuações nos clubes em Portugal só que não tinha bons números. Assim que melhorei isso surgiram algumas oportunidades e fiz a melhor escolha naquele momento. Mas também não imaginava que iria me adaptar tão rápido e conquistar títulos. E chegar mesmo que seja a qualificação da Europa League é a concretização de um sonho pessoal", concluiu.
Publicidade