Com gols de Alê e Ademir, o América virou o jogo em quatro minutos e saiu na frente pela vaga na final do Mineiro
Com gols de Alê e Ademir, o América virou o jogo em quatro minutos e saiu na frente pela vaga na final do MineiroBruno Haddad/Cruzeiro
Por ESTADÃO CONTEÚDO
Belo Horizonte - Com gols de Alê e Ademir em um intervalo de quatro minutos, o América-MG virou para cima do Cruzeiro por 2 a 1, em pleno estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, e aumentou a vantagem, neste domingo, nas semifinais do Campeonato Mineiro. O atacante Rafael Sóbis havia aberto o marcador para o time celeste.

Na volta, no próximo domingo, às 16 horas, no estádio Independência, também na capital mineira, o América-MG, por ter melhor campanha, poderá até perder por um gol de diferença. Já o time do técnico Felipe Conceição terá que vencer por dois ou mais gols de diferença. Essa foi a quarta derrota do treinador pelo Cruzeiro. Ele ainda tem sete vitórias e três empates em 14 jogos.

Além da virada em quatro minutos, o duelo teve como atração a presença do VAR. E o árbitro de vídeo trabalhou. Rafael Sóbis balançou as redes aos 37 minutos do primeiro tempo, mas só pôde festejar o gol aos 40. O VAR levou todo esse tempo para arrumar o erro do árbitro Marco Aurélio Ferreira, que havia anulado o gol por impedimento do ataque cruzeirense.

Não foi só no gol de Rafael Sóbis que o VAR deu o ar da graça. Aos 13 minutos do segundo tempo, Airton aumentou o marcador, mas a arbitragem deu impedimento de Matheus Barbosa na origem da jogada. A partida teve lances para os dois lados.

Antes do VAR entrar em ação, Felipe Azevedo deu uma "chicotada" na bola e obrigou o goleiro Fábio a fazer boa defesa aos 22 minutos. Aos 31, Rafael Sóbis bateu, a bola desviou e quase enganou o arqueiro Matheus Cavichioli, que por pouco não caiu com a bola dentro do gol.

No segundo tempo, aos 8 minutos, Rodolfo recebeu de Felipe Azevedo e encheu o pé. A bola acertou o travessão de Fábio. O Cruzeiro também arriscou em uma "pedrada" de Airton, mas o goleiro do América fez grande defesa.

Aos 40 minutos, o América-MG empatou com Alê. Ele aproveitou o escanteio batido por Leandro Carvalho e tocou por cima de Fábio. Quatro minutos mais tarde, virou com Alê. Leandro Carvalho lançou por meio da zaga e Ademir esticou a perna para desviar e "matar" Fábio.

Cruzeiro leva dois gols em quatro minutos e perde de virada para o América-MG

  Tamanho do texto? A  
Com gols de Alê e Ademir em um intervalo de quatro minutos, o América-MG virou para cima do Cruzeiro por 2 a 1, em pleno estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, e aumentou a vantagem, neste domingo, nas semifinais do Campeonato Mineiro. O atacante Rafael Sóbis havia aberto o marcador para o time celeste.

Na volta, no próximo domingo, às 16 horas, no estádio Independência, também na capital mineira, o América-MG, por ter melhor campanha, poderá até perder por um gol de diferença. Já o time do técnico Felipe Conceição terá que vencer por dois ou mais gols de diferença. Essa foi a quarta derrota do treinador pelo Cruzeiro. Ele ainda tem sete vitórias e três empates em 14 jogos.

Além da virada em quatro minutos, o duelo teve como atração a presença do VAR. E o árbitro de vídeo trabalhou. Rafael Sóbis balançou as redes aos 37 minutos do primeiro tempo, mas só pôde festejar o gol aos 40. O VAR levou todo esse tempo para arrumar o erro do árbitro Marco Aurélio Ferreira, que havia anulado o gol por impedimento do ataque cruzeirense.

Não foi só no gol de Rafael Sóbis que o VAR deu o ar da graça. Aos 13 minutos do segundo tempo, Airton aumentou o marcador, mas a arbitragem deu impedimento de Matheus Barbosa na origem da jogada. A partida teve lances para os dois lados.

Antes do VAR entrar em ação, Felipe Azevedo deu uma "chicotada" na bola e obrigou o goleiro Fábio a fazer boa defesa aos 22 minutos. Aos 31, Rafael Sóbis bateu, a bola desviou e quase enganou o arqueiro Matheus Cavichioli, que por pouco não caiu com a bola dentro do gol.

No segundo tempo, aos 8 minutos, Rodolfo recebeu de Felipe Azevedo e encheu o pé. A bola acertou o travessão de Fábio. O Cruzeiro também arriscou em uma "pedrada" de Airton, mas o goleiro do América fez grande defesa.

Aos 40 minutos, o América-MG empatou com Alê. Ele aproveitou o escanteio batido por Leandro Carvalho e tocou por cima de Fábio. Quatro minutos mais tarde, virou com Alê. Leandro Carvalho lançou por meio da zaga e Ademir esticou a perna para desviar e "matar" Fábio.