Botafogo perde para o Bahia nos pênaltis e dá adeus à Sul-Americana

Glorioso venceu no tempo normal, mas acabou eliminado pelo Bahia

Por ALYSSON CARDINALI

Botafogo está eliminado da Sul-Americana
Botafogo está eliminado da Sul-Americana -

Rio - A torcida fez a sua parte e lotou o Nilton Santos, mas o Botafogo decepcionou. Mesmo com atuação na base da garra diante de 30.234 alvinegros, venceu o Bahia por 2 a 1 no tempo normal, mas perdeu por 5 a 4 nos pênaltis e foi eliminado da Copa Sul Americana. Com isso, o sonho de conquistar o bicampeonato continental — o primeiro foi a Conmebol de 1993 — foi adiado. Resta, agora, se livrar do risco de rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

"Você nunca está só", dizia a mensagem no mosaico na arquibancada. Na base da solidariedade, o Botafogo foi à frente disposto a reverter a vantagem de 2 a 1 obtida pelo Bahia no primeiro jogo. Aliando transpiração e inspiração, os comandados de Zé Ricardo dominaram o adversário e Kieza, em belo voleio, aos 16 minutos, quase abriu o placar, mas Douglas fez milagre.

O lance acendeu o Botafogo e, aos 25, Rodrigo Pimpão fez a alegria da torcida em sua volta ao time como titular: após bela arrancada, deu toque sutil, na saída do goleiro, para fazer 1 a 0 e se igualar a Sinval como maior artilheiro do Botafogo em competições internacionais, com oito gols.

Só que a festa no Nilton Santos durou pouco. Aos 33, após cochilo de Moisés, Edgar Junio recebeu passe de Gilberto na área e, sem marcação, mandou a bola para a rede. Apesar da frustração, o Botafogo não deixou o ritmo cair.

Empurrado pela torcida, foi à frente e, aos 39, fez 2 a 1. Luiz Fernando recebeu passe de Lindoso e, cara a cara com Douglas, deu drible sutil no goleiro, tocou mansamente para o gol e reacendeu a confiança na busca pela vaga.

No segundo tempo, o Bahia passou a atacar com mais frequência e encurralou o Botafogo, nervoso, em seu campo defensivo. O ritmo do jogo caiu e as poucas chances claras de balançar a rede foram criadas pelo time de Enderson Moreira.

Já o Botafogo, cansado, ainda sofreu com as mexidas equivocadas do técnico Zé Ricardo. Restou buscar a ida às quartas de final na decisão por pênaltis. Mas a estrela que brilhou foi a do goleiro Douglas, que viu Marcinho acertar a trave e pegou a cobrança de Moisés — Jackson ainda parou em Saulo —, garantindo a classificação do Bahia.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 2 (4) X 1 (5) BAHIA

Local: Nilton Santos (Engenhão), no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Piero Maza (CHI)

Auxiliares: Christian Schiemann e Cláudio Rios (CHI)

Cartões amarelos: Matheus Fernandes (BOT) Vinícius (BAH)

Cartões vermelhos: -

Gols: Rodrigo Pimpão, aos 25min, Edigar Júnio, aos 32min, e Luiz Fernando, aos 39min do primeiro tempo;

Botafogo: Saulo; Marcinho, Rabello, Carli e Moisés; Lindoso, Matheus Fernandes (Renatinho), Bochecha e Luiz Fernando (Aguirre); Pimpão e Kieza / Técnico: Zé Ricardo

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Douglas Grolli, Tiago (Jackson) e Flávio; Nilton, Gregore, Zé Rafael e Vinicius (Allione); Edigar Junio (Clayton) e Gilberto / Técnico: Enderson Moreira

Galeria de Fotos

Botafogo está eliminado da Sul-Americana Daniel Castelo Branco
O Botafogo recebe o Bahia nesta quarta-feira (3), em partida válida pela volta das quartas de final da Copa Sul-Americana, às 21h45 (de Brasília), no Estádio Nilton Santos. Foto: Daniel Castelo Branco / Agência O Dia. Saulo; Marcinho, Carli, Rabello e Moisés; Lindoso, Matheus Fernandes e Bochecha; Luiz Fernando, Pimpão e Kieza... Daniel Castelo Branco