Esperança de dias melhores e bilionários no futuro do Botafogo

Presidente Nelson Mufarrej se reúne hoje com os irmãos Moreira Salles para fazer estudo sobre as finanças do Alvinegro

Por O Dia

Os irmãos Moreira Salles poderão ajudar a tirar o Botafogo do caos financeiro
Os irmãos Moreira Salles poderão ajudar a tirar o Botafogo do caos financeiro -
Depois de muita expectativa, a tão aguardada reunião entre o presidente do Botafogo, Nelson Mufarrej, e os irmãos Moreira Salles, dupla de bilionários alvinegros interessados em ajudar o clube, acontecerá hoje. De acordo com a consultoria Ernst & Young, empresa que os ricaços contrataram para fazer um estudo a respeito das finanças do Glorioso, o mapa da situação foi apresentada aos dois na quarta-feira passada.
O encontro dos Moreira Salles e a empresa foi adiado porque Walter, que estava fora do Brasil, voltou apenas na semana passada. O diagnóstico levou cinco meses para ficar pronto e mostra que, urgentemente, o Alvinegro precisaria de uma injeção na casa dos R$ 200 milhões para pagar as suas dívidas imediatas e torná-lo um clube viável.

Sócios de um dos maiores bancos do Brasil, Walter e João são donos de uma fortuna avaliada em R$ 11 bilhões, de acordo com a Forbes. A dupla, no entanto, embora tenha bala na agulha para bancar o futebol do Alvinegro, tem mantido conversas com um grupo de 20 possíveis investidores botafoguenses para fazer o clube ressurgir do caos financeiro e, dentro de alguns anos, conseguir caminhar com as suas próprias pernas.

Ainda segundo o mapa da Ernst & Young, o Botafogo deve R$ 730 milhões, a maior dívida entre os clubes da elite. Com arrecadação total na casa dos R$ 200 milhões anuais, todo esse valor acaba sendo direcionado para o pagamento de débitos a curto prazos, o que asfixia as finanças, podendo levar o clube à falência sem volta em um curto espaço de tempo.

Para que o plano de reestruturação funcione, os dirigentes do Botafogo terão que abrir mão de parte da gestão, pois não haverá investimento sem um controle.

Confiança para bater o arquirrival

No que depender de Diego Souza, a péssima sequência do Botafogo de quatro jogos sem vencer — três no Brasileiro e um na Sul-Americana — acaba contra o Flamengo. Apesar da diferença de investimento entre as equipes, ele aposta no poder de superação do Alvinegro.

"Jogo bom, todo jogador gosta. A gente vem de resultados negativos no Brasileiro e nada melhor do que um clássico para se recuperar. O adversário tem equipe badalada, o respeitamos, mas podemos fazer um grande jogo", disse.

Comentários