Em Santa Catarina, Botafogo vence a Chapecoense e está quase salvo do rebaixamento

Resultado decretou o retorno da Chape para a Série B

Por MH

O atacante Rhuan marcou pela primeira vez como profissional
O atacante Rhuan marcou pela primeira vez como profissional -
Santa Catarina - Mais uma vitória. É o que o Botafogo precisa para, finalmente, se livrar matematicamente do risco de rebaixamento no Campeonato Brasileiro. A situação deu uma boa clareada para o clube de General Severiano após o triunfo de ontem sobre a Chapecoense, por 1 a 0, na Arena Condá.

O gol do garoto Rhuan, aos oito minutos do segundo tempo, foi a primeira do time no returno. Já o resultado decretou a descida dos catarinenses para a Segundona. Agora com 42 pontos, o Glorioso pega no próximo final de semana o Internacional, no Estádio Nilton Santos, para confirmar a permanência na elite para 2020.

O primeiro tempo foi muito ruim em termos técnicos. Pressionadas pela degola, as duas equipes abusaram do direito de erras passes e fizeram um jogo feio. Mesmo assim, os donos da casa tiveram mais volume de jogo e deram alguns sustos em Gatito Fernández com chutes de longa distância.

Mas como a Chape é muito frágil, principalmente no meio, o Botafogo precisou de apenas oito minutos da etapa final para resolver a situação. No único momento de lucidez da equipe, João Paulo puxou o contra-ataque, abriu para Rhuan pelo lado esquerdo e, com um toque de muita categoria na saída do goleiro João Ricardo, colocou o Alvinegro em vantagem.

Só que de maneira muito estranha, os comandados do técnico Alberto Valentim recuaram muito, o que sobrecarregou a defesa. Encurralado, o Botafogo sofreu. O chute cruzado de Henrique Almeida nos acréscimos gelou a espinha dos alvinegros.