Vencer e torcer, as metas do Fogão rumo à Sul-Americana

Em ano para esquecer, Alvinegro pega o Ceará de olho no jogo do Fluminense na última rodada do Campeonato Brasileiro

Por

João Paulo tem a missão de comandar o meio de campo do Botafogo 
hoje à tarde
João Paulo tem a missão de comandar o meio de campo do Botafogo hoje à tarde -

O Botafogo chega à última rodada do Campeonato Brasileiro em busca de um prêmio de consolação para encerrar uma temporada repleta de equívocos e decepções. A vaga na Copa Sul-Americana de 2020 serviria para amenizar a dor da apaixonada torcida alvinegra, que sofre com o rendimento do time, mas promete incentivá-lo contra o Ceará, hoje, às 16h, no Nilton Santos.

Só que apenas incentivar o Botafogo em busca da vitória não será o bastante para vê-lo na competição continental. Os torcedores também precisam secar o Fluminense, que terá o Corinthians pela frente, em São Paulo — se o Tricolor perder, basta um empate ao Botafogo, mas, se o rival empatar, o Glorioso terá que vencer o Ceará.

Fato é que, além de buscar um resultado que o leve à Sul-Americana, o Botafogo terá que superar sua própria incompetência na temporada. No returno do Brasileiro, o time de Alberto Valentim ocupa o penúltimo lugar, com 15 pontos ganhos em 18 jogos — só supera o Avaí. São cinco vitórias e 13 derrotas. Campanha bem diferente do primeiro turno, onde o Botafogo teve um bom começo, sob o comando de Eduardo Barroca, mas perdeu folego.

As decepções, porém, tiveram início logo na primeira competição da temporada. No Campeonato Carioca, o time não chegou a nenhuma final de turno e somou apenas 13 pontos em 11 jogos, com três vitórias, quatro empates, quatro derrotas e um aproveitamento de apenas 39,3%. Na Sul-Americana de 2019, veio a eliminação logo nas oitavas de final, diante do Atlético-MG. Na Copa do Brasil, queda diante do Juventude (RS), que joga a Série C do Brasileiro, na terceira fase.

Para amenizar tais frustrações, Alberto Valentim aposta em uma vitória hoje à tarde. Sua meta é fazer a torcida feliz. Mas ele mandará a campo uma equipe bem alterada. Sem Cícero, Luiz Fernando e Diego Souza, suspensos, o treinador optou por Jean, o estreante Luís Henrique e Vinícius Tanque. No meio-campo, Marcos Vinícius volta. Na defesa, Lucas Barros permanecerá na lateral-esquerda, enquanto a zaga terá Gabriel e Marcelo Benevenuto (Joel Carli foi barrado).

 

DESFALQUE INESPERADO

Reincidente, Igor Cássio foi cortado, ontem, da relação de jogadores para a partida contra o Ceará após ter se atrasado na chegada ao treino no Nilton Santos. Ele chegou ao estádio após a exibição de vídeo na sala de imprensa, , com instruções de Alberto Valentim, o que é considerado a primeira parte da atividade.
Como não viu os detalhes sobre a atividade dentro de campo e a estratégia do técnico para enfrentar o Vozão, Igor Cássio foi desligado da delegação. Cotado para assumir uma das vagas no ataque — de Luiz Fernando ou de Diego Souza, suspensos —, o camisa 18 ainda pode ser multado com corte de parte do salário.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

João Paulo tem a missão de comandar o meio de campo do Botafogo hoje à tarde VITOR SILVA / SSPRESS / BOTAFOGO
João Paulo tem a missão de comandar o meio de campo do Botafogo hoje à tarde Vitor Silva/Botafogo

Comentários