Mais Lidas

Vasco pode começar a olhar um pouco mais pra cima na tabela

Bom desempenho com Luxemburgo mudou a meta do time

Por O Dia

Partida entre Vasco x Athletico Paranaense, valida pela 20a rodada do Campeonato Brasileiro, estadio de Sao Januario, Rio de Janeiro-RJ, Domingo (22). Na foto Talles Magno. Foto: Daniel Castelo Branco - Agencia O Dia
Partida entre Vasco x Athletico Paranaense, valida pela 20a rodada do Campeonato Brasileiro, estadio de Sao Januario, Rio de Janeiro-RJ, Domingo (22). Na foto Talles Magno. Foto: Daniel Castelo Branco - Agencia O Dia -
O discurso está ensaiado desde a chegada de Vanderlei Luxemburgo ao Vasco: o objetivo é sair da 'zona da confusão'. E saiu.

De lanterna da competição, com apenas um ponto conquistado em quatro jogos disputados, a equipe passou a ter desempenho de 'G10'. Ganhou 23 pontos em 16 partidas, o 9º melhor resultado. Um aproveitamento superior aos de Botafogo, Atlético Mineiro, Goiás e Athletico Paranaense, que estão à sua frente, por exemplo. Melhor também que Ceará, Fortaleza, Fluminense e Cruzeiro, times próximos.

O Campeonato Brasileiro do vascaíno poderia ser outro se o grupo tivesse começado já nas mãos do treinador. Melhor ainda se o ano fosse iniciado sob o seu comando e não o de Alberto Valentim, mantido no cargo apesar do aproveitamento de apenas 33% em 2018 - mesmo com Maxi López em grande fase. Luxa tem 47,9%, contando apenas duelos da Série A.

Vislumbrar uma vaga na Sul-Americana, portanto, não é utopia. E não só pela melhora nos resultados, fato evidenciado pelos números, mas pelo desempenho. Obviamente não é um time que encanta, tem suas limitações - principalmente ofensivas -, mas pela competitividade que o treinador conseguir impôr. O Vasco hoje tem uma maneira sólida de jogar. Se defende bem, ataca em velocidade e é bom na bola parada.

É pouco? Depende do objetivo. Para o meio de tabela, não é.

Os dois próximos duelos serão fora de casa, contra Corinthians e Atlético Mineiro. Se fosse o Vasco do ano passado, que não ganhou nenhuma como visitante, pouco se esperaria da equipe. No entanto, nos últimos cinco confrontos longe do Rio, o Cruz-Maltino venceu dois - Goiás e Chapecoense -, empatou um - Palmeiras - e perdeu apenas dois, mas jogando melhor. Contra o Grêmio, o gol mal anulado de Pikachu, que seria o 2 a 0, mudou o rumo do jogo. Já com o Cruzeiro, foi o pênalti perdido por Yago, quando o placar ainda estava zerado, que impediu um melhor sucesso.

As dificuldades do Vasco não são tão diferentes dos demais times do meio da tabela, como Botafogo, Goiás e Galo, por exemplo. Com o desempenho atual, dá pra olhar um pouco mais pra cima.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários