Por fabio.klotz

Rio - Renato Gaúcho está pronto para iniciar sua quinta passagem pelo Fluminense. Apresentado como técnico para a temporada, nesta quarta-feira, ele fez questão de enaltecer o clube, o grupo e deu um recado claro: a ordem é brigar por títulos.

Renato Gaúcho já teve contato com o elenco do FluminenseDivulgação

"Estar de novo aqui é muito bom. Fui bem recebido em todas as vezes em que estive nas Laranjeiras. Agora não será diferente. É ótimo voltar para cá, para a minha segunda casa", disse o técnico, apresentado em um hotel na Zona Sul do Rio.

O presidente Peter Siemsen, o vice de futebol Ricardo Tenório e o diretor-executivo Felipe Ximenes participaram da apresentação de Renato. Peter deu as boas-vindas ao técnico.

"Fico muito feliz de ter o Renato aqui novamente. Ele é um grande ídolo do nosso clube. É um craque que marcou época e tenho certeza de que vai agregar muito para o nosso trabalho. Sabemos que tivemos um ano muito abaixo do que poderíamos em 2013, mas queremos mudar isso. Estamos trabalhando fortemente para ver o Fluminense voltar ao seu lugar e brigar por títulos", disse o mandatário.

Antes da coletiva, Renato e a diretoria tiveram uma reunião com o elenco, que se apresentou nesta quarta-feira. O treinador mostra confiança para a temporada.

"Temos um grupo bom, de muita qualidade. Esse primeiro contato foi bastante positivo, um clima muito bom. O recado dado foi que cada um precisa fazer sua parte para que o Fluminense volte a lutar por títulos", declarou Renato.

Renato conta com os gols de Fred nesta temporadaDivulgação

Por enquanto, o técnico recebeu dois reforços: o meia Conca e o atacante Walter. Ele evita falar sobre mais contratações, mas deseja ver outras novidades nas Laranjeiras.

"Só costumo falar sobre jogadores quando esses estão confirmados, mas se a diretoria e nosso patrocinador puderem nos reforçar ainda mais será muito bom. É importante ter um grupo forte para lutarmos por títulos novamente", afirmou.

O técnico também abriu a possibilidade de o elenco tricolor ser reduzido com dispensas.

"Ainda é cedo para falar sobre dispensa. Gosto de avaliar bem todos os atletas antes de definir alguma coisa, mas se chegar mais algum jogador é difícil evitar algumas saídas. Temos 33 jogadores, mas não podemos ter algo muito exagerado."

Você pode gostar