Novatos pedem passagem no Fluzão

Recém-contratados tem bom desempenho e mantêm a eficiência do time Tricolor no Campeonato Carioca

Por edsel.britto

Rio - Em nova fase, o Fluminense abre espaço para os novatos recém-contratados. Ex-Criciúma, Giovanni tem aproveitado a confiança do técnico Cristóvão Borges para preencher a brecha deixada com a saída de Carlinhos. Foi do lateral-esquerdo o gol que abriu o caminho para a goleada de 4 a 1 sobre o Nova Iguaçu.

“Foi uma sensação muito boa. conseguimos a reação após o primeiro gol. Foi um chute cruzado na tentativa de encontrar Fred ou alguém na área, mas acabou indo a gol”, disse Giovanni.

Aos 25 anos, o lateral-esquerdo vive um carrossel de emoções em 2015. Realizado pela oportunidade de vestir a camisa do Fluminense, ele marcou o primeiro gol pelo novo clube e agora conta os minutos para a estreia no Maracanã. Depois das partidas no Raulino de Oliveira e em Edson Passos, a ansiedade toma conta do camisa 6.

O lateral Giovanni em ação contra o Nova Iguaçu%3A boa atuação e primeiro gol vestindo a camisa tricolorNelson Perez/ Fluminense F.C. / Divulgação

“Será muito bom. Estou ansioso para vestir camisa Flu no Maracanã. Aproveito para chamar a torcida para lotar nosso lado direito. Quando joguei contra no Brasileiro passado, o estádio estava cheio e foi maravilhoso. Espero fazer grande jogo”, disse.

Remodelada, a equipe pode ter perdido grandes nomes, mas não a eficiência e a característica ofensiva defendida pelo técnico Cristóvão Borges. Sem Bruno e Carlinhos, titulares nos três anos, os laterais continuam com a mesma liberdade. Renato, que se machucou, ainda não vingou e deve perder a vaga para o motivado Wellington Silva. Quase descartado, ele tem aproveitado bem a segunda chance no Tricolor.

Outro novato que tem ganhado espaço é Vinícius. Ele ganhou a vaga com a saída de Conca e, mesmo em busca de regularidade e entrosamento, marcou um gol na estreia contra o Friburguense e acertou uma assistência para o último gol de Fred na goleada sobre o Nova Iguaçu.

RENATO FORA E WAGNER VIRA DÚVIDA PARA JOGO CONTRA O BANGU

Baixa no início da partida contra o Nova Iguaçu, Wagner é dúvida para enfrentar o Bangu, domingo, no Maracanã. Em recuperação de uma pancada no tornozelo direito, ele fez trabalho de musculação e fisioterapia na tarde de ontem, nas Laranjeiras. A comissão técnica mantém a esperança de contar com o camisa 10, mas Marlone está de sobreaviso.

Renato está vetado pelo departamento médico. O lateral-direito sofreu estiramento no músculo posterior da coxa direita. Wellington Silva assume a vaga. Os titulares realizaram um leve trabalho com bola em campo reduzido sob o olhar atento de Cristóvão Borges.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia