Fluminense tem péssima atuação e é derrotado pelo Cruzeiro no Mineirão

Tricolor pouco produz ofensivamente, dando muitos espaços na defesa e volta a se preocupar com a proximidade do Z-4

Por edsel.britto

Belo Horizonte - O sinal de alerta voltou a ser ligado no Fluminense. Com uma atuação muito fraca, sem produzir nada no ataque, o Tricolor acabou derrotado pelo Cruzeiro por 2 a 0 neste domingo, no Mineirão, e mais uma vez começa a se preocupar com a proximidade do Z-4. Depois do nono revés no returno do Brasileirão, o Flu está apenas a sete pontos do Coritiba, primeiro time na zona de rebaixamento. O nome do jogo em Belo Horizonte foi Willian, que marcou os dois gols da Raposa e infernizou a zaga carioca.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Com 40 pontos, o Fluminense cai para a 12ª posição e ainda pode ser ultrapassado pelo Atlético-PR na rodada. Após mais uma derrota no Brasileirão, o Tricolor foca todas suas atenções no primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil contra o Palmeiras, na quarta-feira, às 22h, no Maracanã. Pelo Brasileiro, a equipe das Laranjeiras enfrenta o Atlético-PR, também no Rio.

Fred pouco fez para evitar a derrota do Fluminense para o Cruzeiro em Belo HorizonteNelson Perez / Fluminense F.C. / Divulgação

Já o Cruzeiro ganha duas posições com a vitória, inclusive ultrapassando o Fluminense e chega à 11ª colocação com 41 pontos. No próximo domingo, a Raposa visita o Goiás, às 18h, no Estádio Serra Dourada e tenta manter a sequência de sete jogos sem perder no Brasileirão.

O JOGO

Querendo emabalar e ainda manter vivo o sonho por uma vaga no G-4, o Fluminense sabia que precisava sair de Belo Horizonte com a vitória e tratou de logo no primeiro minuto de jogo ir pra cima do Cruzeiro, mas Gustavo Scarpa pegou mal na bola na hora de finalizar. Apostando na velocidade, a Raposa não demorou a ter sua primeira chegada e exigiu de Cavalieri muito reflexo em chute ruim de Allano, mas que ia enganando o arqueiro tricolor.

Depois da tentativa de pressão inicial, o Fluminense se postou mais esperando o Cruzeiro e procurando o contra-ataque. Porém, ele não veio. E o Tricolor começou a ver a equipe mineira criar algumas chances. Na melhor delas, Willian chutou de longe e mais uma vez Diego Cavalieri precisou fazer uma boa intervenção para evitar o gol.

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

Mas aos 27, o goleiro tricolor nada pode fazer. Após recuperação de bola no meio-campo, o zagueiro Manoel saiu jogando e se apresentou para cruzar para Willian. O camisa 25 dominou, girou rápido e bateu no cantinho, sem chance para Cavalieri: 1 a 0 no Mineirão.

Cícero não conseguiu produzir nada no ataque e teve muito trabalho para marcar no meio-campoNelson Perez/ Fluminense F.C. / Divulgação

Logo após o gol do Cruzeiro, veio a parada técnica por conta do calor, mas nada que fizesse o Fluminense acordar na partida. Já a Raposa, voltou cadenciando mais o jogo e antes do fim do primeiro tempo ainda teve duas chances com Allano e Willians, mas ambos chutaram por cima a oportunidade de ampliar o placar.

Na volta para o segundo tempo, Willian confirmou sua boa fase na temporada e não precisou mais do que um minuto para ampliar a vantagem do Cruzeiro. Após roubada de bola de Allano no meio-campo, o camisa 25 da equipe mineira foi lançado na área, teve espaço, driblou Higor Leite e mais uma vez chutou no canto sem chances para Cavalieri.

O segundo gol do Cruzeiro foi um balde de água fria em qualquer estratégia do Fluminense para a segunda etapa. Pior do que isso, expôs a equipe tricolor que partiu para cima desorganizado e deixou muito espaço na defesa. Aos 9, Willians chegou cara a cara com Cavalieri, mas jogou por cima. Logo depois, Willian quase chegou ao seu terceiro na partida, mas chutou pra fora após deixar a zaga do Flu na saudade com um drible só. Melhor jogador dos cariocas, Cavalieri voltou a aparecer para evitar o gol de Arrascaeta.

No ataque, Fred completamente isolado foi uma ilha e mal tocou na bola durante o segundo tempo. Enquanto isso, o meio-campo tricolor nada conseguia produzir e deixava buracos na marcação, bem aproveitados pelo Cruzeiro para armar seu contra-ataque. Enquanto o capitão tricolor pouco produzia, Cavalieri não parava. Aos 27, o goleiro precisou defender duas vezes para evitar o terceiro gol em finalizações de Marcos Vinícius.

Apático e sem critividade nenhuma, o Fluminense não produzia absolutamente nada no ataque e tentava se segurar na defesa do jeito que podia para evitar o terceiro gol do Cruzeiro, que chegava em sequência, sempre levando perigo pelas laterais do Flu. Ariel Cabral e Willians desperdiçaram suas chances de ampliar a vitória da Raposa no Mineirão. Já nos acréscimos, Leando Damião teve uma chance incrível após driblar Diego Cavalieri, mas tocou para fora mesmo com o gol vazio.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 2x0 FLUMINENSE

Estádio: Mineirão (MG)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro
Gols: Willian (Cruzeiro, aos 27' do 1ºT e aos 1' do 2ºT)
Cartões Amarelos: Gum (Fluminense) e Allano, Manoel (Cruzeiro)
Cartões Vermelhos:

CRUZEIRO: Fábio, Ceará, Manoel, Bruno Rodrigo e Fabrício; Willians, Henrique (Charles, intervalo), Ariel Cabral e Arrascaeta (Leandro Damião, aos 41' do 2ºT); Allano (Marcos Vinícius, aos 25' do 2ºT) e Willian. Técnico: Mano Menezes

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Higor Leite, Gum, Marlon (Victor Oliveira, aos 20' do 2ºT) e Ayrton; Jean, Cícero, Gerson (Osvaldo, aos 16' do 2ºT) e Gustavo Scarpa; Marcos Junior (Vinicius, intervalo) e Fred. Técnico: Eduardo Baptista. 


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia