Por pedro.logato
Publicado 18/10/2016 17:50 | Atualizado 18/10/2016 20:32

Rio - Nesta terça-feira, a CBF acatou o pedido do STJD de suspensão do clássico entre Flamengo e Fluminense. O Tricolor entrou na justiça pedindo que o clássico fosse anulado por conta de uma suposta interferência externa do inspetor da partida no lance do gol de Henrique, que foi anulado pelo árbitro Sandro Meira Ricci, após paralisação de 13 minutos. Em entrevista ao Sportv, o presidente do Fluminense, Peter Siemsen, afirmou que não é de interesse do clube das Laranjeiras modificar jogos fora de campo, mas que irá buscar um direito que o instituição tem, segundo o dirigente. 

"O Fluminense não tem nenhum prazer, em modificar jogos, mudar a tabela, estamos apenas utilizando algo que está previsto na legislação, não tivemos nenhuma responsabilidade na construção da legislação. O Fluminense não pode ficar inerte, já que a interferência externa foi clara. Já não é de hoje, que os árbitros acabam cometendo esses erros que acabam prejudicando a partida", afirmou.

Peter Siemsen afirmou que o Fluminense não que atrapalhar o FlaBruno Haddad/Fluminense F.C./Divulgação

Peter Siemsen novamente afirmou que apesar da arbitragem ter acertado no lance, a irregularidade de uma susposta intervenção e a demora na decisão de Sandro, motivo o clube carioca tomar a decisão de buscar a anulação da partida.

"O correto era o árbitro ter tomado a decisão. Acertar e errar é humano, porém, ele demorou aquele tempo todo e ficou claro para nóa que houve interferência, por conta disso nós utilizamos o que nós achamos cabível para a situação", disse.

Segundo Peter, o Fluminense irá utilizar a leitura labial, utilizada pela Rede Globo, em que mostra o inspetor da partida afirmando que na televisão, o gol de Henrique estava em condição irregular.

"O vídeo da leitural labial é a prova cabal, que determina a intervenção do inspetor. Cabe ao Fluminense deixar isso claro, não queremos interferir na caminhada de nenhum clube, mas não podemos participar de um jogo em que há uma irregularidade flagrante, como foi mostrada pela imprensa", opinou.

O Fluminense vive um momento de instabilidade no Brasileiro com três derrotas seguidas. Segundo Peter, a luta fora dos campos não tem afetado e nem afetará o rendimento da equipe dentro das quatros linhas.

"Não acho que tenha havido falta de concrentração não. Tivemos algumas boas atuações, não vencemos, mas é algo que já aconteceu com o Fluminense em outros momentos do Brasileiro. Ainda estamos buscando uma vaga no G-6, temos que diminuir nossas falhas", concluiu.

Você pode gostar