Mais Lidas

Abel exalta final 'surreal', faz desabafo e já projeta título da Taça Rio

Treinador destacou a disposição do elenco após a viagem até Sinop

Por pedro.logato

Rio - O técnico Abel Braga festejou, se emocionou e desabafou ao fim da vitória sobre o Flamengo que deu ao Fluminense o título da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca, no domingo. O tricolor faturou o título ao vencer nas penalidades, por 4 a 2, após empate por 3 a 3 no tempo normal da partida disputada no Engenhão.

"Se falar muita coisa, não vamos conseguir explicar o que aconteceu [na final]", disse Abel, referindo-se ao ritmo alucinante do jogo - foram cinco gols no primeiro tempo. "Fabuloso. Foi um jogo surreal. Placar de 3 a 3, as duas equipes atacando."

Em meio à polêmica sobre torcida única (que acabou vetada ainda na sexta-feira), em razão de episódios de violência, o treinador exaltou também o comportamento dos torcedores na final. "Fora de campo, as coisas correram bem. Que isso sirva de exemplo. Não é necessário matar. É necessário torcer. Não é necessário brigar. É necessário apoiar. As equipes e as torcidas deram grande apresentações."

Abel Braga projetou título da Taça RioNelson Perez/ Fluminense F.C. / Divulgação

Abel não poupou elogios aos seus jogadores. O treinador destacou a disposição do elenco após a viagem até Sinop, no Mato Grosso, no meio de semana, pela Copa do Brasil. "É formidável trabalhar com esse grupo. Depois da viagem de volta de Sinop, eles foram ao clube e quiseram treinar. Ofereci só a piscina. Isso explica muita coisa", revelou.

"Eu, como torcedor, quando fui contratado, coloquei para a direção, disse que meu time não seria mentiroso. Não prometi nada. Só que ia ter alma de guerreiro. Tem sido assim. As dificuldades são sempre grandes. Mas está resgatada a confiança", decretou Abel Braga.

Além de recuperar a confiança do time, o triunfo deu mais um título a Abel. Para o treinador, era a resposta necessária para os críticos. "Escutei muita bobagem no ano passado. Não trabalhei por opção. É o 24º (troféu) na carreira. Sou identificado demais com o clube. Já disse que até agora ainda não entendi a minha saída em 2013. Quem sabe, poderia ter ficado aqui direto."

Mesmo em clima de comemoração, Abel já começou a projetar a Taça Rio, o segundo turno do Estadual. E avisou que a meta é conquistar o título, ainda que um novo troféu não garanta o título antecipado do Campeonato Carioca - os vencedores do turno asseguram apenas a vaga na semifinal do Estadual.

"Vamos tentar ganhar a Taça Rio. Acima de tudo, vamos tentar evitar que uma equipe tenha mais pontos do que a gente. É o que queremos. Para poder terminar com vantagem. Dá para administrar melhor, dá para ter rodízio maior de jogadores. Mas sem perder a essência", projetou.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia