Torcedor estreia no Maracanã e espera ver Fluminense na final da Sul-Americana

Já foram vendidos mais de 30 mil ingressos para o jogo contra o Atlético Paranaense

Por O Dia

Tricolores fizeram fila garantir presença na partida e mais de 30 mil ingressos já foram vendidos
Tricolores fizeram fila garantir presença na partida e mais de 30 mil ingressos já foram vendidos -

Rio - Para a difícil missão de garantir uma vaga na final da Copa Sul-Americana, o Fluminense espera contar com o apoio de sua torcida. Foram vendidos mais de 30 mil ingressos para o jogo de volta da semifinal, contra o Atlético Paranaense, nesta quarta-feira, às 21h45, no Maracanã. Entre os tricolores presentes na arquibancada, estará Marcílio Araujo, de 32 anos. Será a primeira vez dele no estádio apoiando o clube.

Marcílio conta que a paixão teve início em 2009, quando acompanhou o 'Time de Guerreiros' contrariar as estatísticas e escapar do rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro, dado como inevitável na época. Até então, o paraibano, que se mudou para o Rio com 13 anos, não tinha relação com clubes de futebol. Hoje, oito anos depois, ele garante que a garganta está preparada para cantar e apoiar os 90 minutos.

A motivação de estar presente na arquibancada, no duelo contra o Atlético, surgiu com o discurso de Gum após a derrota por 2 a 0 no jogo de ida da semifinal, em Curitiba. Na ocasião, o zagueiro pediu para que a torcida abraçasse o elenco no Maracanã.

"O que o Gum falou me motivou muito, eu espero de verdade ser pé quente. Meu palpite é 3 a 0", contou sorrindo.

O jogo pela Sul-Americana não é o único motivo que tem tirado o sono de Marcílio. No domingo, o Tricolor busca a permanência na Série A do Brasileiro contra o América Mineiro, também no Maracanã. O auxiliar de serviços gerais confessa que, mesmo confiante em uma semana perfeita, tem o receio dos problemas extra-campo. "A gente sabe que os salários atrasados podem atrapalhar os jogadores, eu espero que isso se resolva logo e que domingo o Fluzão possa estar na final da Sul-Americana e livre do rebaixamento".

Marcílio não será o único estreante da noite, o casal de Tocantins Feliciano Washington Martins, de 50 anos, e Lucilene Martins, de 48, são torcedores do Botafogo, mas aproveitarão a oportunidade para conhecer o Maracanã e torcer para o Fluminense. " Esperamos trazer sorte, mesmo que não seja nosso time do coração. Torcemos sempre para os clubes cariocas."

Reportagem do estagiário Cassio Silva

Cassio Silva