Marcelo Oliveira não resiste à péssima fase e deixa o comando do Fluminense

Treinador comandou a equipe em 33 partidas no ano

Por O Dia

Marcelo Oliveira
Marcelo Oliveira -

Rio - Há oito jogos sem conseguir fazer um mísero gol e consequentemente sem nenhuma vitória nesta longa sequência, o Fluminense anunciou nesta quinta-feira a demissão do técnico Marcelo Oliveira. O treinador deixa o cargo apenas um dia depois de a equipe ser derrotada por 2 a 0 pelo Atlético-PR, no Maracanã, e ser eliminada da Copa Sul-Americana.

Por meio de nota publicada em seu site oficial no final da tarde, o clube informou "que a decisão foi tomada pela diretoria após a sequência de resultados negativos que a equipe vinha tendo". O mesmo comunicado confirmou que o time será comandado pelo auxiliar técnico permanente do time tricolor, Fábio Moreno, na rodada final do Campeonato Brasileiro, domingo, às 17 horas, contra o América-MG, no Maracanã. "Este confronto é decisivo para o Flu permanecer na elite do futebol brasileiro", lembrou.

Marcelo Oliveira, de 63 anos, havia assumido o comando do Fluminense durante a pausa do Brasileirão provocada pela disputa da Copa do Mundo da Rússia. Ele dirigiu a equipe em 33 jogos, com 12 vitórias, oito empates e 13 derrotas. No período, o time marcou apenas 26 gols e sofreu 34.

E a diretoria tricolor também recordou nesta quinta-feira que Fábio Moreno está em sua segunda passagem pelo clube, tendo participado, como observador técnico, da comissão técnica campeã do Brasileirão de 2012.

"Ele chegou ao clube através do treinador Abel Braga. Além do Flu, trabalhou na Ponte Preta e no Internacional e foi campeão olímpico em 2016, com a seleção brasileira, na função de observador técnico também. O novo comandante retornou ao Tricolor no começo de 2017 e virou auxiliar técnico justamente na chegada de Marcelo Oliveira, no meio do ano", relembrou o clube.

O Fluminense confirmou ainda que Fábio Moreno concederá entrevista coletiva na sexta-feira, no CT tricolor, após o treinamento do time, que ocupa a 14ª posição do Campeonato Brasileiro, com 42 pontos, apenas dois à frente justamente do América-MG, seu rival deste domingo, 17º colocado, encabeçando a zona de rebaixamento.