Fluminense apresenta proposta ao Sevilla e espera por Ganso

Clube sobe teto e negócio depende dos espanhóis, que pagariam maior parte do salário

Por O Dia

Paulo Henrique Ganso estava jogando no Amiens, 17º colocado no Francês
Paulo Henrique Ganso estava jogando no Amiens, 17º colocado no Francês -

Rio - A cautela ainda é grande, mas há otimismo nas Laranjeiras na tentativa de contratar Paulo Henrique Ganso. Com alguns obstáculos já superados, como o tempo do empréstimo, o Fluminense já finalizou junto aos empresários do jogador uma proposta de divisão do salário para enviar ao Sevilla. Resta convencer os espanhóis aceitarem pagar a maior parte dos vencimentos para liberá-lo.

Para poder dividir com o Sevilla o pagamento dos salários, o Fluminense aceitou ultrapassar o seu teto salarial de R$ 150 mil. No entendimento dos dirigentes, isso só é possível porque alguns dos jogadores que deixaram o clube recentemente recebiam salário acima desse valor, casos de Júlio César e Gum. Além disso, todos os oito nomes contratados para 2019 vieram por valor inferior.

Na segunda-feira passada, o representante de Ganso teve uma reunião com o diretor de futebol tricolor, Paulo Angioni, para ouvir a proposta tricolor. Agora, ele será o responsável por enviar ao Sevilla e tentar convencer a aceitar a divisão do salário.

Agora, a diretoria do Fluminense conta com a paciência para convencer os espanhóis de que é a melhor opção. Ainda mais porque nenhum outro clube brasileiro se mostrou interessado em repatriar o jogador.

Mesmo atravessando dificuldades financeiras e com atrasos constantes de salário ao longo de 2018, o Fluminense garante ser possível bancar o projeto Ganso. Inclusive, não descarta tentar também Nenê, mas aguarda pelo retorno do São Paulo ao Brasil para voltar às conversas.

Enquanto tenta trazer um nome de mais peso, o Fluminense anunciou Caio Henrique, que jogou pelo Paraná em 2018. Ele, que pertence ao Atlético de Madrid, vem por empréstimo de um ano.

Comentários