Fluminense passa fácil pelo River e avança na Copa do Brasil

Time tricolor faz bom jogo em Teresina, goleia por 5 a 0 e garante a classificação à próxima fase

Por O Dia

O atacante Luciano recebe os cumprimentos dos companheiros: dois gols e uma ótima atuação em Teresina
O atacante Luciano recebe os cumprimentos dos companheiros: dois gols e uma ótima atuação em Teresina -

Piauí - O Fluminense nem precisou fazer esforço para golear por 5 a 0 um frágil River, em Teresina, e avançar de fase na Copa do Brasil. O time piauiense homônimo de um gigante argentino, recheado de estrelas genéricas, como Mondragon, Toty, Liniker e Roney, foi presa fácil para o Tricolor de Fenando Diniz, comandado pelos inspirados Luciano e Everaldo. O adversário na próxima fase será o vencedor do confronto entre Votuporanguense e Ipiranga.

O treino de luxo serviu de laboratório para a o Fla-Flu de sábado pela semifinal da Taça Guanabara. É provável que a escalação seja a mesma para o clássico, já que a atuação empolgou.

Aos 13 minutos, Luciano achou um lindo passe para Everaldo, que foi puxado pelo zagueiro dentro da área. Na cobrança, Luciano deslocou o goleiro para abrir o placar. Cinco minutos depois, Daniel roubou a bola no campo de ataque e serviu Everaldo, que ampliou o marcador.

Confortável com a vantagem, o time esbanjava confiança e ao maior estilo Fernando Diniz. Mesmo depois de se complicar dentro da própria área, Luciano deu um passe de calcanhar para o goleiro Rodolfo, que saiu jogando com uma cavadinha.

No fim do primeiro tempo, foi a vez Yony González sofrer pênalti. Luciano repetiu o canto e parou em defesa de Mondragon, mas Bruno Silva aproveitou o rebote para desencantar com a camisa do Flu.

Poupando-se para a semifinal da Taça GB, a equipe administrou a vantagem sem sustos na etapa final. Após voleio de Everaldo, a bola sobrou para Luciano na pequena área, e o atacante não perdoou. No finalzinho, Marlon deu números finais ao jogo. Festa da torcida tricolor no Piauí, que viu o Fluminense sobrar contra um River cheio de 'craques' nada legítimos.

Comentários