Fluminense admite não ter toda documentação dos CT's

Diretoria tricolor diz não acreditar ser necessária a interdição

Por O Dia

Fernando Simone admitiu ontem que o Fluminense não tem todos os documentos do CT da Barra
Fernando Simone admitiu ontem que o Fluminense não tem todos os documentos do CT da Barra -

Rio - Com os dois Centro de Treinamentos na mira após a tragédia no Ninho do Urubu, com 10 garotos mortos, o Fluminense convocou uma coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira para detalhas as situações do CT da Barra e o de Xerém. O gerente geral tricolor, Fernando Simone, admitiu a falta de documentação nos dois locais e garantiu que o clube já está correndo atrás da regularização.

Em relação ao CT dos profissionais, na Barra, o Fluminense não tem o alvará de funcionamento e está em processo de regularização do certificado de aprovação dos Bombeiros. Entretanto, Simone ressaltou que o clube tem o alvará para obras e acredita não ser necessário a interdição porque não tem alojamento nem refeitório para os jogadores por enquanto.

"Temos o habite-se? Não temos. Como falei, nosso CT é uma obra em andamento. Apresentamos documentações. Mostramos o que estamos fazendo, recebemos orientações. E estamos entendendo que pela nossa atividade ser um pouco diferente, talvez o CT não precise ser interditado pois não há perigo iminente para ninguém nas atividades que fazemos lá. Importante deixar bem claro que o CT é uma obra inacabada. Não temos nenhum alojamento, nenhum funcionário dorme lá. O CT é utilizado apenas para treino em campo aberto, musculação e vestiário. Utilização de algumas horas por dia. É uma situação especial, bem diferente do que aconteceu", defendeu-se Simone.

Ainda assim, há o risco de que o CT seja interditado e a diretoria tricolor já se prepara para essa possibilidade. Para isso, já está trabalhando preventivamente em melhorias nos vestiários e no campo das Laranjeiras.

"Se acontecer, vamos fazer o que for melhor. Chegaremos a uma solução com o departamento de futebol. Se precisarmos utilizar Laranjeiras, estamos prontos. O campo está pronto. Os vestiários estão recebendo manutenções, que já estavam programadas, pois já receberíamos a equipe de futebol feminino", explicou.

Já o CT da base, em Xerém, apesar de ter documentos como o alvará de funcionamento e o certificado de aprovação dos Bombeiros, não tem justamente o Habite-se, necessário para a utilização dos dormitórios. A promessa é de regularização nos próximos dias.

"Não temos o habite-se. Estamos fazendo todas as obras, estamos atrás de todos os documentos. Já demos entrada em todos", disse Simone, defendendo o uso dos alojamentos para os meninos da base.

"O alojamento é absolutamente fundamental para os grandes clubes. Às vezes você traz um atleta para o clube e ele não tem lugar para dormir, ou não se alimenta corretamente, não mora em um local adequado. O alojamento é uma tentativa de fazer um trabalho social para você melhorar a vida de uma criança. Quando a família aposta no sonho de um jovem é para o bem deles".

Comentários