Bruno Silva revê o Vasco após cuspida em clássico

Provocado, volante cuspiu em direção à torcida do Vasco em Brasília e pode pegar ganho de até 18 meses

Por O Dia

Bruno Silva
Bruno Silva -

Rio - Bruno Silva preparou o psicológico para o reencontro com o Vasco, na decisão da Taça Guanabara, após o polêmico episódio ocorrido em Brasília, no dia 2 deste mês. Provocado, o volante não suportou as ofensas e cuspiu em direção à torcida vascaína, reagindo, erradamente, a cusparada que levou ao deixar o gramado do Mané Garrincha.

"Estou tranquilo. Sei que eu estava de cabeça quente. Mas como falei, a torcida tem que respeitar também. Não vamos mais focar nesse negócio do cuspe. Sei que eles vão pegar no pé, mas é uma dor de cabeça boa", disse Bruno Silva.

O polêmico ato, por pouco, não tirou o volante da fase final da Taça Guanabara. Denunciado pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio (TJD-RJ), ele seria julgado na quarta-feira. A audiência foi adiada para a próxima semana em razão do alerta de temporal feito pela Prefeitura do Rio para o dia do julgamento. Se condenado, Bruno Silva pode pegar até 18 jogos de suspensão.

Com a cabeça na final, o volante aponta o caminho para não repetir os erros da derrota de 1 a 0 para o Vasco: "Fomos muito lentos na transição. Do jogo do Vasco para cá, já melhorou muito. Vai ser um jogo diferente".

Comentários