Mário Bittencourt afasta Celso Barros do Fluminense até o fim da temporada

Dirigentes já não falavam há mesma língua há tempos

Por O Dia

Mário Bittencourt e Celso Barros divergem sobre permanência de Marcão
Mário Bittencourt e Celso Barros divergem sobre permanência de Marcão -
Rio - Mário Bittencourt, presidente do Fluminense, afastou Celso Barros, do cargo de vice-presidente até o fim do Campeonato Brasileiro. O anúncio foi feito na coletiva de imprensa, desta quinta-feira. Celso Barros já havia fica de fora da delegação do clube nos jogos contra o São Paulo e Internacional.
"O que eu informei é que até o final do campeonato esse afastamento seguirá. No final do ano a gente conversa. Ele é vice-presidente eleito, isso é indiscutível. Dei as atribuições de vice de futebol, mas a partir de hoje estou assumindo. Seria também vice de futebol nessas últimas cinco rodadas. No final do ano, teremos uma conversa para saber como vai ser", disse Mário.
O ex-presidente da Unimed disse que era contra a permanência de Marcão, como treinador do Tricolor, dias antes do confronto contra o São Paulo. Além disso, o dirigente usou as redes sociais para culpar Fernando Diniz, agora no clube paulista, pela situação ruim do clube carioca na tabela. Essas atitudes foram vistas por Mário Bittencourt, como prejudiciais a imagem do Fluminense.
"Quando a gente optou pela saída do Fernando Diniz, o vice-geral me comunicou que queria tirar o treinador. Eu não concordava. Não era a minha intenção e nem a do diretor, mas era a do vice-presidente. Acabei, diante de uma grande conversa, me convencendo de que teria que fazer a mudança. Quando houve uma nova conversa e o vice-presidente se posicionou de tirar o treinador atual, disse que era contrário e não acataria essa decisão. O Celso buscou o caminho das redes sociais, expondo um debate interno, dando entrevistas... Não concordo com esse tipo de atitude".
"Diante disso, optei por afastar. A partir do momento em que o vice vai a redes sociais e à imprensa para passar a ideia de uma decisão autoritária, me senti exposto. Depois, outras postagens aconteceram, incluindo um grupo que o apoia. Postagens me atacando pessoalmente, com várias inverdades sobre a gestão", completou.
 

Comentários