Flu se salva se tiver reta final diferente dos últimos anos

Tricolor só conseguiu três vitórias nas últimas cinco rodadas em 2013. Contra o Palmeiras, pode chegar à segunda

Por HUGO PERRUSO

Allan no treino do Fluminense
Allan no treino do Fluminense -

O Fluminense depende apenas de si para se livrar da queda no Campeonato Brasileiro. Com a vitória sobre o CSA, fora de casa, deixou provisoriamente a zona da degola e começou com o pé direito a reta final da competição. Hoje, às 19h30, poderá se aproximar mais da permanência na Série A se vencer o Palmeiras, no Maracanã, um adversário que não se sabe se entrará desmotivado pela perda do título ou querendo recuperar a vice-liderança.

"Só de entrar em campo sem estar na zona de rebaixamento já ficamos mais tranquilos. Tira um pouco do peso, vamos jogar mais leves", disse Allan.

Para alcançar os 44 pontos, número ideal para fugir sem depender dos adversários, o Fluminense conseguiu a primeira das três vitórias necessárias nas cinco rodadas finais. Agora, precisará melhorar seu retrospecto em relação às últimas competições.

Nesta década, em apenas um ano o Fluminense conseguiu três vitórias nas cinco rodadas finais. Foi na campanha de 2013, quando somou dez pontos. Mesmo assim, acabou o campeonato na zona de rebaixamento e foi salvo pelas punições a Portuguesa e Flamengo no STJD. 

Em todas as outras edições, o Tricolor não obteve três vitórias. Chegou perto em 2011 e 2014, quando somou sete pontos. Se repetir esse desempenho em 2019, dependerá dos rivais.

Entretanto, nos últimos quatro anos, o retrospecto é ainda pior. Em 2015, 2017 e 2018, o Fluminense conseguiu apenas uma vitória e um empate. E não venceu em 2016 (dois pontos). Nem mesmo na histórica campanha do título de 2012 o Tricolor fez grande reta final: cinco pontos porque nos últimos três jogos era campeão e tirou o pé.

Agora, o Tricolor pode mudar essa história. Afinal, já no primeiro jogo, contra o CSA, conquistou a primeira vitória. Terá mais quatro chances para somar os pontos necessários, a começar com o Palmeiras. "A conta é ganhar os quatro jogos que faltam. Tentar somar o máximo de pontos para nos livrarmos o mais rapidamente possível", completou Allan.

Comentários