Sem gols no fim dos jogos, Fluzão estaria em situação bem melhor

Tricolor deixou de somar sete pontos no Brasileiro ao não segurar o resultado depois dos 40 minutos da segunda etapa

Por O Dia

Marcão viu o Flu ceder mais um empate no fim do jogo, domingo, para o Avaí, em Florianópolis
Marcão viu o Flu ceder mais um empate no fim do jogo, domingo, para o Avaí, em Florianópolis -

Mesmo com campanha decepcionante, mas livre do risco de queda para a Série B do Brasileiro — graças à vitória do Vasco sobre o Cruzeiro, ontem, na Colina —, o Fluminense poderia estar em situação melhor na tabela se não fosse incompetente na reta final dos jogos. Com o empate sofrido contra o lanterna Avaí, o Tricolor chegou a sete pontos perdidos nos minutos finais. Ou seja, poderia estar garantido na Copa Sul-Americana e com pequena chance de buscar o G-8 para voltar à Libertadores.

Ao todo, são oito partidas em que erros defensivos e desatenção geraram gols depois dos 40 minutos da segunda etapa. O Fluminense só não tem desempenho pior que o lanterna Avaí (nove partidas). Desses duelos, em cinco deles o Tricolor desperdiçou pontos preciosos.

O problema vem desde a estreia no Brasileiro, quando o Fluminense perdeu por 1 a 0 para o Goiás com um gol aos 44 minutos. Isso também aconteceu contra o São Paulo (2 a 1, nos acréscimos) e contra o Avaí no primeiro turno (1 a 0, aos 41). Todas no Maracanã, assim como a vitória sobre o Inter por 2 a 1, quando foi vazado no fim. No returno, já sem Fernando Diniz, as derrotas fora para Goiás (3 a 0, aos 44) e Ceará (2 a 0, nos acréscimos) já aconteciam.

Com Marcão, a sina tricolor foi mantida, já que o Fluminense não teve competência de matar os jogos contra Atlético-MG e Avaí nesta reta final de Brasileiro. Vencia por 1 a 0, mas recuou perigosamente, abdicou do ataque no segundo tempo e acabou punido com erros defensivos, desperdiçando mais quatro pontos.

"Nossa equipe não jogou da maneira que vem fazendo. A gente parou de controlar o jogo, o que não poderia acontecer. Tentamos ter posse de bola, mas não conseguimos. O Fluminense poderia ter feito o segundo, mas foi penalizado", lamentou Marcão.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários

Sem gols no fim dos jogos, Fluzão estaria em situação bem melhor O Dia - Fluminense

Sem gols no fim dos jogos, Fluzão estaria em situação bem melhor

Tricolor deixou de somar sete pontos no Brasileiro ao não segurar o resultado depois dos 40 minutos da segunda etapa

Por O Dia

Marcão viu o Flu ceder mais um empate no fim do jogo, domingo, para o Avaí, em Florianópolis
Marcão viu o Flu ceder mais um empate no fim do jogo, domingo, para o Avaí, em Florianópolis -

Mesmo com campanha decepcionante, mas livre do risco de queda para a Série B do Brasileiro — graças à vitória do Vasco sobre o Cruzeiro, ontem, na Colina —, o Fluminense poderia estar em situação melhor na tabela se não fosse incompetente na reta final dos jogos. Com o empate sofrido contra o lanterna Avaí, o Tricolor chegou a sete pontos perdidos nos minutos finais. Ou seja, poderia estar garantido na Copa Sul-Americana e com pequena chance de buscar o G-8 para voltar à Libertadores.

Ao todo, são oito partidas em que erros defensivos e desatenção geraram gols depois dos 40 minutos da segunda etapa. O Fluminense só não tem desempenho pior que o lanterna Avaí (nove partidas). Desses duelos, em cinco deles o Tricolor desperdiçou pontos preciosos.

O problema vem desde a estreia no Brasileiro, quando o Fluminense perdeu por 1 a 0 para o Goiás com um gol aos 44 minutos. Isso também aconteceu contra o São Paulo (2 a 1, nos acréscimos) e contra o Avaí no primeiro turno (1 a 0, aos 41). Todas no Maracanã, assim como a vitória sobre o Inter por 2 a 1, quando foi vazado no fim. No returno, já sem Fernando Diniz, as derrotas fora para Goiás (3 a 0, aos 44) e Ceará (2 a 0, nos acréscimos) já aconteciam.

Com Marcão, a sina tricolor foi mantida, já que o Fluminense não teve competência de matar os jogos contra Atlético-MG e Avaí nesta reta final de Brasileiro. Vencia por 1 a 0, mas recuou perigosamente, abdicou do ataque no segundo tempo e acabou punido com erros defensivos, desperdiçando mais quatro pontos.

"Nossa equipe não jogou da maneira que vem fazendo. A gente parou de controlar o jogo, o que não poderia acontecer. Tentamos ter posse de bola, mas não conseguimos. O Fluminense poderia ter feito o segundo, mas foi penalizado", lamentou Marcão.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários