Apesar de bela festa, Fluminense decepciona torcida e empata com Fortaleza

Tricolor se despede do Maracanã com novo tropeço e é vaiado no 0 a 0

Por HUGO PERRUSO

Frustração: mesmo empurrado pela torcida, em bom número no Maracanã, o Fluminense de Gilberto foi incapaz de superar o time do Fortaleza
Frustração: mesmo empurrado pela torcida, em bom número no Maracanã, o Fluminense de Gilberto foi incapaz de superar o time do Fortaleza -
Rio -  A despedida no Maracanã teve casa cheia, bela festa e outra decepção. Com 39,9 mil pessoas — melhor público do clube nesta edição de Brasileiro —, o Fluminense mostrou porque é o quinto pior mandante (com 25 pontos em 19 jogos) e, assim como em todo 2019, deixou seu torcedor na mão. Mesmo com o frustrante empate em 0 a 0 com o Fortaleza, o Tricolor das Laranjeiras subiu para o 14º lugar, na zona de classificação da Copa Sul-Americana. Resta o Corinthians, fora de casa, para tentar salvar o ano.
Com duas equipes que já haviam conquistado o objetivo na competição, o jogo no Maracanã foi aberto, mas com emoção apenas no fim. No primeiro tempo, apenas duas chances: uma bomba de Yony González e um carrinho de Romarinho que não alcançou a bola. O Fluminense, sem Ganso e Allan, foi o resumo da temporada: posse de bola, nenhuma efetividade e muitos erros.
Empurrado pela torcida no segundo tempo, o Tricolor tentou ser mais objetivo, mas faltaram qualidade e jogadas trabalhadas. Marcão colocou Wellington Nem no lugar do vaiado Nenê, e João Pedro substituiu Yony, aplaudido. Artilheiro tricolor em 2019 com 17 gols, o colombiano despediu-se do Fluminense, já que está suspenso para a última rodada e não vai renovar o contrato.
E João Pedro, que ficou fora dos últimos sete jogos, em poucos minutos conseguiu a expulsão de Paulão após roubar a bola e sofrer falta, aos 25. Com um a mais, o Fluminense teve grande chance numa cabeçada rente à trave de Yuri logo depois, mas ficou com a vantagem por pouco tempo: Dodi foi expulso infantilmente aos 30.
Mesmo sem criatividade, o Fluminense pressionou no fim e quase abriu o placar em chute de Gilberto, mas a bola bateu na trave. Já Nem e Danielzinho pararam em Felipe Alves. E, como esperado, a torcida vaiou e pediu por jogadores em 2020. Vai precisar.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Frustração: mesmo empurrado pela torcida, em bom número no Maracanã, o Fluminense de Gilberto foi incapaz de superar o time do Fortaleza Gilvan de Souza
Yuri perdeu a melhor chance do Fluminense no jogo contra o Fortaleza Gilvan de Souza / Agencia O Dia

Comentários