Xerém resolve e Fluminense goleia o Madureira na Taça Rio

Com dois gols de Marcos Paulo e outros dois de Evanilson, Tricolor faz 5 a 1 no Maracanã

Por O Dia

Artilheiros do jogo, Marcos Paulo e Evanilson comemoram o segundo gol do Tricolor
Artilheiros do jogo, Marcos Paulo e Evanilson comemoram o segundo gol do Tricolor -
Rio - Ao repetir erros de outros jogos, o Fluminense levou um susto inicial, mas novamente teve poder de reação e goleou o Madureira por 5 a 1. Um resultado acima do apresentado em campo em boa parte do tempo, construído nas falhas do adversário e no talento dos Moleques de Xerém Evanilson e Marcos Paulo, que marcaram duas vezes cada, e Hudson ampliou em passe de Miguel. E assim, o Tricolor pula na frente do Grupo B da Taça Rio, com a esperança de dias melhores com os minutos finais.
Ao poupar Gilberto, Henrique e Nenê para o jogo contra o Botafogo-PB pela Copa do Brasil, quarta-feira, o Fluminense ainda buscava se encontrar quando sofreu o gol do Madureira, aos 8. Assim como aconteceu contra Flamengo e Moto Club, a defesa bobeou em uma jogada de bola parada e Emerson Carioca cabeceou livre. A bola ainda passou por baixo de Muriel, que ao tentar cortar em cima da linha jogou em Nino. Gol contra, e o quinto sofrido pelo Tricolor antes de 12 minutos de jogo em 2020.
Com Marcos Paulo como meia e Yago mais pela direita, o Fluminense seguiu com enorme dificuldade na criação, assim como em todo o ano. O time tinha volume de jogo, mas parava na entrada da área, apesar de alguns chutes sem perigo. Até que Wellington Silva começou a aparecer pela esquerda e sofreu pênalti aos 40. Evanilson cobrou, empatou e mudou a cara do jogo.
Atordoado, o Madureira resolveu facilitar a vida tricolor e, em saída errada do goleiro Douglas, Marcos Paulo virou, aos 45. Ainda houve tempo nos acréscimos para Evanilson fazer mais um, após ótimo passe de Wellington Silva para Marcos Paulo.
A vitória estava encaminhada mesmo com a atuação ruim e o segundo tempo poderia servir para o Fluminense convencer seu torcedor. Só que a dificuldade crônica do meio de campo de dar dinamismo e criar jogadas continuou.
Odair Hellmann tentou alternativas. Tirou Yuri e Evanilson, colocou Miguel e Fernando Pacheco, com Marcos Paulo como centroavante. E foi o camisa 11 que deu emoção ao jogo ao marcar o quarto gol após roubar a bola — com falta não marcada pela arbitragem — de Marlon, aos 22.
Com a goleada e as mudanças — Caio Paulista também entrou —, o Fluminense jogou mais solto e muito melhor na última parte do jogo, com velocidade. Já poderia ter ampliado com Yago, Marcos Paulo e Egídio, mas foi Hudson quem marcou no fim, após ótimo lançamento de Miguel. Fica a alternativa do meio, com Hudson e Yago de volantes, como um dos pontos positivos da goleada e como opção para Odair.

Galeria de Fotos

Artilheiros do jogo, Marcos Paulo e Evanilson comemoram o segundo gol do Tricolor Lucas Mercon / fluminense
Evanilson e Marcos Paulo decidiram o jogo Fluminense x Madureira LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE
Evanilson escora a bola para o fundo da rede e faz o terceiro do Fluzão no Maracanã Lucas Mercon

Comentários