Vasco tem tabu em dose dupla no Campeonato Brasileiro

Contra o Vitória, time tenta voltar a vencer fora de casa, e Valentim busca o primeiro triunfo

Por O Dia

Alberto Valentim é o treinador do Vasco
Alberto Valentim é o treinador do Vasco -

Salvador - Além do Vitória, o Vasco terá um desafio extra no duelo das 19h, no Barradão, em Salvador: vencer seu primeiro jogo fora de casa nesta edição do Campeonato Brasileiro. Dono da segunda pior campanha como visitante na competição, o time de Alberto Valentim, que tem um jogo a menos com relação aos adversários, precisa desesperadamente somar três pontos para voltar a respirar na tabela e dar um pouco de tranquilidade aos torcedores, que ultimamente não têm o que comemorar.

Além disso, Alberto Valentim tem um duelo pessoal, já que luta por sua primeira vitória desde que assumiu o Vasco, há três rodadas até o momento são três derrotas, para Atlético Paranaense, Santos e América-MG.

"Falando com a linguagem de jogador mesmo, temos de ralar muito a bunda no chão para conquistar as vitórias e colocar o Vasco onde ele realmente merece", alerta o zagueiro Werley, que, após sofrer uma fratura no braço esquerdo, no jogo contra o Paraná, em maio, e desfalcar o time por três meses, está recuperado e tem boas chances de ser escalado hoje.

Ontem, o time fez apenas um trabalho físico no hotel, já que o treino no campo, previsto inicialmente pela comissão técnica, foi cancelado.

'TRABALHO DE QUALIDADE'

Apesar da situação crítica, o técnico Alberto Valentim mantém a confiança na recuperação do Vasco no Campeonato Brasileiro, única competição que o time disputa até o fim da temporada. "Iremos reagir no trabalho do dia a dia. Eu acredito muito no meu trabalho e no elenco. O que eu vim fazer no Vasco é um trabalho de qualidade. Vamos nos unir, temos de estar fortes", frisou o técnico, que admite estar perdendo o sono com a má fase do time.

"Eu só não estou trabalhando quando estou dormindo, mas vivo o Vasco nas horas que estou acordado. Tenho dormido muito pouco, para falar a verdade", disse.

Comentários