Justiça aprova rescisão contratual de Wagner com Vasco por atrasos nos pagamentos

Jogador possui proposta para atuar no Al-Khor, clube do Qatar

Por O Dia

Wagner entra na justiça e pede rescisão de contrato com o Vasco
Wagner entra na justiça e pede rescisão de contrato com o Vasco -

Rio - O problema financeiro do Vasco está começando a afetar o elenco. O meia Wagner entrou com processo contra o Cruzmaltino na Justiça do Trabalho para solicitar a rescisão contratual por conta de atrasos nos pagamentos. O jogador possui proposta para atuar no Al-Khor, do Qatar, e precisa ficar livre até o dia 13 de setembro para fechar um acordo.

Wagner pediu tutela de urgência no caso, uma vez que a janela do país fecha no dia 13 de setembro. O jogador vinha sendo utilizado pelo técnico Alberto Valentim e tem sido peça fundamental no Vasco no ano de 2018. O meia é um dos mais experientes do grupo cruzmaltino. 

A rescisão contratual pode ocorrer quando um jogador fica com no mínimo 3 meses de salários ou direitos de imagem atrasados. Caso esse pagamento não seja realizado, o atleta tem o direito de acionar a Justiça e ficar livre para atuar em outro clube.

O Vasco emitiu uma nota oficial esclarecendo a situação do atleta. 

Confira a nota oficial do Vasco da Gama:

"Em relação à notícia veiculada nesta terça-feira (11/09) de que o atleta Wagner conseguiu rescisão imediata de seu contrato com o Club, o Vasco da Gama esclarece:

1) O clube firmou acordo com a Caixa Econômica Federal no dia 30 de agosto para o pagamento parcelado do Fundo de Garantia (FGTS) de todos os funcionários. Portanto, não há atraso já que o parcelamento foi formalizado antes do ajuizamento da ação.

2) Diante do fato de o FGTS do referido atleta não estar em atraso e, portanto, do entendimento de que as provas usadas por ele e que serviram de base para a concessão da liminar não foram completas, inclusive induzindo o juízo a erro, o Departamento Jurídico do Vasco vai recorrer da decisão."