Mais Lidas

Vasco não resiste ao Sport e continua sem vencer fora de casa pelo Brasileirão

Equipe carioca perdeu duelo contra time que está na zona de rebaixamento

Por O Dia

Vasco foi derrotado pelo Sport
Vasco foi derrotado pelo Sport -

Pernambuco - O Vasco entrou em campo na Ilha do Retiro pensando em se afastar da zona de rebaixamento, mas jogou muito mal e segue enrolado no Brasileiro. Com a derrota por 2 a 1 para o Sport, gols de Mateus Gonçalves e Cláudio Winck com Fabrício descontando, o Cruzmaltino estacionou nos 34 pontos e pode até voltar para a degola caso Vitória e Ceará derrotem Corinthians e Palmeiras, respectivamente. Para piorar, recolocou os pernambucanos, que foram a 30 pontos, na disputa para fugir.

O Vasco teve apenas um bom momento no jogo, entre o seu gol e o fim do primeiro tempo. De resto, não conseguiu levar a bola a Maxi López em momento algum.

Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

Quando Michel Bastos cabeceou na trave, aos 16, o Sport passou a pressionar um Cruzmaltino desorganizado que só chegava ao ataque em chutes de longe, sem direção. A situação vascaína piorou ainda mais quando Yago Pikachu bateu com a cabeça, teve perda de memória temporária e foi impedido de retornar a campo pelo médico Carlos Fontes. O jogador se irritou muito ao ser substituído por Andrés Rios.

A mudança acabou sendo decisiva para o gol do Sport, já que Sander ganhou na corrida do atacante e tocou para Mateus Gonçalves, que deu belo drible em Bruno Ritter e chutou no ângulo, aos 24. Golaço que desgovernou o Vasco. Ainda assim, o time de Alberto Valentim achou o empate aos 38. A bola sobrou para Fabrício, impedido, driblar o marcador e empatar.

O gol trouxe tranquilidade para um lado e desespero para os donos da casa. E Galhardo só não virou no fim, de falta, porque o goleiro Maílson fez grande defesa.

Assim como na primeira etapa, o Sport criou chances e pressionou até o segundo gol, de Cláudio Winck, aos 22. O lateral já quase tinha marcado antes, em chute defendido por Fernando Miguel, mas desta vez usou a cabeça para marcar, após duas defesas seguidas do goleiro.

Perdido, o Vasco só foi levar perigo aos 27, em cabeçada de Maxi López defendida por Maílson. Só que foi o Sport quem marcou de novo, aos 32, com Andrigo em seu primeiro toque na bola. Mas a arbitragem anulou corretamente por impedimento. O que chamou a atenção é que, no primeiro momento, o gol foi confirmado e Wilton Sampaio voltou atrás graças aos árbitro adicional.

No fim, o Vasco pressionou sem muita organização, mas foi o Sport quem quase ampliou. Em contra-ataque mortal, Gabriel foi derrubado na área por Giovanni Augusto. Pênalti que o próprio atacante cobrou e perdeu, parando em Fernando Miguel. Os cariocas ainda reclamaram de uma penalidade a favor. Giovanni Augusto foi derrubado dentro da área, mas a arbitragem ignorou o lance. 

FICHA TÉCNICA
SPORT 2 X 1 VASCO

Local: Ilha do Retiro, Recife (PE)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
Cartões amarelos: Rafael Galhardo, Leandro Castan, Giovanni Augusto (VAS)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Mateus Gonçalves, aos 24 minutos do primeiro tempo (SPO); Fabrício, aos 38 minutos do primeiro tempo (VAS); Cláudio Winck, aos 22 minutos do segundo tempo (SPO)

Sport: Mailson; Cláudio Winck, Ernando, Adryelson e Sander; Marcão, Jair e Michel Bastos (Nonoca); Gabriel, Mateus Gonçalves (Andrigo) e Hernane (Rogério) / Técnico: Milton Mendes

Vasco: Fernando Miguel; Rafael Galhardo, Werley, Leandro Castan e Ramon; Bruno Ritter (Giovanni Augusto), Desábato (Bruno Cosendey), Willian Maranhão e Fabrício; Yago Pikachu (Andrés Rios) e Maxi López / Técnico: Alberto Valentim

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia