Mais Lidas

Alívio e muita fé no Vasco depois do primeiro triunfo fora de casa

Alberto Valentim admite mau desempenho do Vasco, mas celebra o resultado, que dá força ao time na luta pela fuga do rebaixamento no Campeonato Brasileiro

Por O Dia

Alberto Valentim ficou aliviado com os três pontos
Alberto Valentim ficou aliviado com os três pontos -

Rio - O futebol, mais uma vez, esteve longe de encantar, mas, ao fim do clássico com o Fluminense, o sentimento que predominava entre a torcida do Vasco era o de alívio. Sentimento prontamente compartilhado pelos jogadores e pelo técnico Alberto Valentim, que comemoraram muito a apertada vitória por 1 a 0, que afastou o time do Z-4 do Campeonato Brasileiro subiu para a 12ª posição e abriu quatro pontos sobre a Chapecoense, em 17º.

"Eu falei esta semana que acreditava nesse time. Jogamos contra um adversário que está muito bem e ganhamos não jogando a melhor partida. Mas são três pontos importantes e a primeira vitória fora de casa contra um rival importante", disse o herói do jogo, Maxi López, que teve categoria e frieza ao cobrar o pênalti que garantiu o triunfo cruzmaltino após sete empates e oito derrotas como visitante.

O camisa 11 ainda pediu à torcida que mantenha a confiança e não deixe de apoiar o time nas seis rodadas que faltam para o fim do Campeonato Brasileiro a ameaça de rebaixamento ainda é grande. "É importante a gente fazer o trabalho dentro de campo e eles (torcedores), fora. Enquanto ficarmos assim, juntos, o time pode conseguir muitas coisas", acrescentou o atacante argentino.

Já o técnico Alberto Valentim preferiu dar aos jogadores o crédito pelo belo resultado. "Estou muito feliz. Vitória importantíssima, um clássico fora de casa. Era importante por muitas razões. O time está de parabéns. Não fizemos um primeiro tempo bom, mas depois melhoramos e soubemos segurar o resultado", avaliou o treinador, que destacou a dedicação vascaína nos últimos 45 minutos do clássico.

"Na defesa, tínhamos que ser mais fortes, apesar de o Fluminense não ter tido chances claríssimas. A ideia era ajustar o posicionamento, porque eles jogam com linha de três. Marcar melhor e jogar mais, e isso aconteceu no segundo tempo", observou Valentim, ciente de que o Vasco deixou a desejar.

"Não fizemos uma partida tão boa quanto contra o Internacional. Mas precisávamos vencer. Tínhamos que oscilar menos. Foi um jogo difícil. Deixamos de jogar um pouco, mas gostei do time. Vamos ganhando força", disse o treinador, que também fez um afago nos torcedores. "Se tivessem mais ingressos disponíveis, certamente teríamos mais torcedores do Vasco", completou.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários