No mercado, Vasco avalia técnico interino como possível plano B

No topo da lista, Dorival e Jorge Jesus são tratados como negociações difíceis e acima da realidade financeira

Por MARCELO BERTOLDO

Marcos Valadares ganhou pontos com a estreia com vitória à frente do Vasco
Marcos Valadares ganhou pontos com a estreia com vitória à frente do Vasco -

Rio - Com Dorival Júnior e Jorge Jesus no topo da lista para suceder Alberto Valentim no comando do Vasco, o técnico interino Marcos Valadares saiu fortalecido após a vitória por 2 a 1 sobre o Santos. O resultado não evitou a eliminação na Copa do Brasil, mas levantou um debate interno para a sua possível efetivação. Por ora, o técnico da equipe sub-20 segue a preparação para a estreia do Cruzmaltino no Campeonato Brasileiro, domingo, às 16h, contra o Athletico-PR, na Arena da Baixada.

A delicada realidade financeira do Vasco e a concorrência de clubes estrangeiros que monitoram tanto Dorival quanto Jesus já colocaram em prática o plano B. Campeão da Segundona pelo Vasco, em 2009, e com outra passagem pela Colina em 2013, Dorival Júnior prioriza a proposta do Oriente Médio.

Jorge Jesus está livre no mercado desde janeiro, quando deixou o Al Hilal, da Arábia Saudita. O treinador aceitou escutar a oferta feita pelo presidente Alexandre Campello, mas a imprensa portuguesa não crê que a negociação evolua por conta dos valores envolvidos e do interesse de clubes da Europa.

No compasso de espera, o Vasco deposita confiança em Marcos Valadares para não errar na escolha. Pesam a favor do treinador interino o conhecimento do elenco principal, da base, além do baixo custo. Amparado pelo trabalho de destaque no sub-20, Valadares promete aproveitar o espaço para apresentar o seu trabalho à frente do Vasco.

"O clube, a direção, me deram grande respaldo em relação ao trabalho. Claro que estão sempre me avaliando pelo trabalho que faço no sub-20, por tudo o que estamos construindo. Claro que tenho uma expectativa futura, mas estou super tranquilo", disse, após o jogo contra o Santos.

Fernando Miguel e Leandro Castan desfalcam o Vasco na estreia no Brasileiro

O capitão Leandro Castan será um importante desfalque na abertura do Brasileiro - Alexandre Brum / Agencia O Dia

Rio - Em meio à ressaca pela eliminação na Copa do Brasil, o Vasco estreará domingo no Campeonato Brasileiro com dois desfalques de peso: Fernando Miguel e Leandro Castan, machucados. Recém-promovido, o goleiro Alexander e o zagueiro Ricardo Graça são os mais cotados para iniciar o confronto com o Athletico-PR, na Arena da Baixada.

Substituídos ainda no primeiro tempo do duelo com o Santos, os jogadores já iniciaram tratamento intensivo. Castan sentiu um desconforto na coxa esquerda logo no início do jogo. Fernando Miguel deixou o gramado com uma lesão na panturrilha esquerda, a mesma que o tirou do primeiro embate com o Santos, na Vila Belmiro.

Com mais dois dias de treino pela frente, o técnico Marcos Valadares deve manter a base da equipe que venceu o Peixe por 2 a 1, em São Januário. Recém-contratados, os apoiadores Marcos Júnior e Valdívia e o atacante Jairinho ainda aguardam a regularização. 

Comentários