Galvão se desculpa por não homenagear Thalles: 'Tinha obrigação de ter feito'

Narrador também criticou a postura da Conmebol em não respeitar um minuto de silêncio antes da partida

Por O Dia

Galvão Bueno
Galvão Bueno -
Rio - Galvão Bueno fez um pedido de desculpas à família do atacante Thalles, do Vasco, durante o "Bem, Amigos!" desta segunda-feira. O narrador admitiu o erro em não homenagear o jogador, morto em um acidente de moto no último sábado, durante a transmissão da partida entre Brasil e Peru, que aconteceu no mesmo dia. No entanto, também criticou a Conmebol por não prestar um minuto de silêncio antes de a bola rolar.
"De forma trágica, no último sábado, o Brasil perdeu um jovem talento no sábado: o Thalles, revelado pelo Vasco. […] Quero fazer um pedido de desculpa e uma cobrança: obrigatoriamente teria que ter tido um minuto de silêncio no jogo Brasil x Peru. E isso cabe à organização do evento. E nós, na premência do tempo, acabamos por não dar o devido registro, o devido respeito, as condolências, nosso sentimento de dor. […] Eu peço desculpas em meu nome, eu tinha obrigação de ter feito isso. À família do Thalles fica o meu forte abraço e o meu pedido de desculpa", disse Galvão.
Thalles morreu em um acidente envolvendo duas motos, no último sábado. A Policia Civil do Rio de Janeiro abriu um inquérito para apurar as circunstâncias.
 
 

Comentários