Com Bruno César no ataque e volta de Fernando Miguel, Vasco está definido para encarar o Palmeiras

Sem Rossi, que se recupera de uma apendicite, Luxa aposta em improviso do camisa 10 adiantado

Por O Dia

Bruno César ganhou força pela qualidade no passe final e na bola parada
Bruno César ganhou força pela qualidade no passe final e na bola parada -
Rio - Fora de combate pelas próximas duas semanas para se recuperar de uma apendicite, Rossi abriu uma brecha no ataque do Vasco. No confronto com o Palmeiras, Bruno César herdou a posição. Destaque na vitória de virada sobre o Fluminense, por 2 a 1, o apoiador está mais leve. E não apenas pelos 3kg perdidos durante a pausa no Brasileiro.
Depois de um período de ostracismo na Colina, o camisa 10, anunciado como principal reforço em janeiro, começou a reconquistar o espaço após a chegada de Vanderlei Luxemburgo. Mesmo fora da posição de origem, ele superou a concorrência de Yan Sasse e Tiago Reis para o duelo no Allianz Parque.
A pedido do Vasco, a CBF liberou o atacante Talles Magno, convocado pela Seleção sub-17. Depois da goleada por 4 a 1 sobre o Paraguai, no amistoso São Januário nesta sexta-feira, a promessa, de 17 anos, seguiu para São Paulo e será opção no banco para o ataque.
Além de Bruno César, outra novidade é a volta de Fernando Miguel, recuperado de uma amigdalite. Com febre e inflamação na garganta, o goleiro foi substituído por Sidão na última rodada do Brasileiro, contra o Fluminense, em São Januário.

Comentários