Sob 'nova direção', Henríquez reencontra Valentim com novo status na Colina

Às vésperas do confronto com o Avaí, zagueiro colombiano não guarda mágoa do antigo treinador

Por O Dia

Henríquez cobra foco do grupo e lembra que o Brasileiro entrou numa fase de decisões
Henríquez cobra foco do grupo e lembra que o Brasileiro entrou numa fase de decisões -
Rio - Hoje à frente do Avaí, adversário do Vasco, nesta quinta-feira, na Ressacada, o técnico Alberto Valentim colocou em dúvida a permanência de Oswaldo Henríquez no clube no período em que esteve na Colina. De reserva imediato de Werley e Leandro Castan em 2018, o zagueiro perdeu espaço com o treinador no início do ano, deixou de ser relacionado com frequência e cogitou deixar o clube.
O zagueiro chegou a apresentar as propostas recebidas à diretoria, que o convenceu a ficar. A chegada de Luxa compensou a longa espera de Henríquez, que teve seu status mudado. Ao lado do capitão Castan, que, suspenso, não enfrenta o Avaí, se firmou e ajudou a melhorar os números da defesa.
Às vésperas do reencontro com Alberto Valentim, o colombiano credita a boa fase à confiança e sequência dadas por Luxa. Além de evitar qualquer tipo de polêmica, ainda elogiou as ideias de trabalho do antigo treinador. 
"Não dei muita importância às explicações (por não jogar). O relacionamento se limitou à questão profissional. É uma pessoa (Valentim) que tem ideia de jogo interessante, ideias inovadoras. Acho que o treinador tem a liberdade de escolher quem joga ou não. Sempre me coloquei à disposição do grupo", disse Henríquez.
Focado na recuperação do Vasco, fora, mas ainda próximo da zona de rebaixamento do Brasileiro, o zagueiro aposta na recuperação fora casa. As importantes vitórias como visitante sobre Goiás, Chapecoense e Atlético-MG aumentam a confiança na reabilitação após a derrota para o Santos, em São Januário.
"Dá muita confiança. É importante romper esses jejuns. Já tivemos outras partidas em que poderíamos trazer os três pontos. Sempre que jogamos fora, tentamos propor jogo, jogar de igual para igual", destacou o colombiano.

Comentários