Campello recua e aprova sócios recusados ou pendentes após polêmica

Dirigente levantou suspeita de 'mensalão' após grande adesão às vésperas do período eleitoral

Por O Dia

Alexandre Campello sofreu uma derrota política e aceitou a adesão de novos sócios
Alexandre Campello sofreu uma derrota política e aceitou a adesão de novos sócios -
Rio - Derrotado no Conselho Deliberativo, o presidente do Vasco, Alexandre Campello, foi obrigado a recuar e aceitar a adesão de 1.300 novos sócios, que estavam com os pedidos em análise ou recusados, entre eles ídolos como Sorato, autor do gol do título brasileiro de 89, e Mauro Galvão, capitão na conquista da Libertadores de 98.
Como os postulantes têm direito a voto na eleição de 2020, Campello recusou as novas proposta de aquisição na categoria sócio-geral, mesmo mediante ao pagamento de R$ 750 pela joia. O dirigente levantou suspeita de 'mensalão', pois os mesmos proponentes, ou seja, sócios antigos, assinaram a ficha de associação de muitos candidatos. 
Quem deixou de pagar as mensalidade em meio à polêmica, precisará quitar o débito para se tornar oficialmente um dos 1.300 novos sócios ativos.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários