Campello evitar citar nomes de possíveis substitutos de Abel à frente do Vasco

Dirigente nega procura a Barroca e Jair Ventura, mas admite intensificar buscas esta semana

Por O Dia

Abel Braga deixou o comando do Vasco com um aproveitamento de 40% em 14 jogos
Abel Braga deixou o comando do Vasco com um aproveitamento de 40% em 14 jogos -
Rio - A saída de Abel Braga do comando do Vasco deu início a uma corrida pelo substituto. Na semana passada, quando o então comandante já balançava no cargo, Eduardo Barroca, do Coritiba, e Jair Ventura, livre no mercado, eram apontados alvos dentro da realidade financeira do clube, ao contrário de nomes renomados e caros, como Cuca e Mano Menezes, também disponíveis. Por ora, o presidente Alexandre Campello evita citar detalhes sobre o candidato à função.
"Só penso em quando o clube deixa de ter um técnico. Muitos nomes são lançados ao vento. De modo geral, alguns são figurinhas carimbadas. Nós não falamos em nome nenhum e não falamos com ninguém", disse Campello, ao 'Globoesporte.com'.
Apesar da paralisação do calendário nas próximas semanas, a diretoria tem pressa. A ideia é aproveitar a pausa para recuperar o prejuízo técnico e tático do Vasco neste início de temporada.
"A partir de agora, vamos pensar nisso. A princípio, o Ramon treina a equipe. Temos de esperar para ver como vai ser com o futebol nos próximos 15 dias. A partir de amanhã, pensamos nas medidas a serem adotadas", disse Campello.

Comentários