Presidente do Vasco: 'Jogadores precisam entender que clubes estarão mais pobres após pandemia'

Período de quarentena será complicado para algumas equipes

Por O Dia

Alexandre Campello
Alexandre Campello -
Rio - O período de paralisação no futebol brasileiro promete gerar dor de cabeça para muitos clubes. Em meio à propostas para redução salarial de atletas, o presidente do Vasco, Alexandre Campello, afirmou que os atletas precisam entender a nova realidade dos clubes.
"A sociedade como um todo deve se conscientizar que após a pandemia nós vamos viver um período semelhante ao pós guerras. Eu acredito que muitos vão quebrar, porque a economia vai passar por uma retração. Os jogadores de futebol, membros de comissão técnica também precisam entender que os clubes vão estar mais pobres pós pandemia. Vários setores vão passar por um reajuste, possivelmente com algum desemprego, com redução de salários, mas que todos vão perder alguma coisa", disse o mandatário vascaíno à "Rádio Tupi".
Campello também revelou que se ofereceu ao prefeito do Rio, Marcelo Crivella, para ajudar no combate ao coronavírus.
"Eu pessoalmente procurei o prefeito do Rio colocando o Vasco à disposição, mas acho que a gente precisava fazer algo diferente, porque o Vasco sempre foi diferente. Obviamente nós temos nossas dificuldades, o clube tá parado, com os funcionários na sua maioria em casa, e eu como médico não podia ficar inerte e me ofereci como voluntário. Eu espero dentro do possível contribuir com a sociedade", completou.

Comentários