Edmundo  - Reprodução Internet
Edmundo Reprodução Internet
Por O Dia
Rio - Mesmo sendo um dos grandes ídolos na história do Vasco, Edmundo descarta a possibilidade de ser presidente do clube, visto que não se considera preparado para assumir o cargo. Em entrevista ao canal do Youtube "Atenção Vascaína", o ex-atleta também afirmou que Eurico Miranda, ex-presidente do clube, o via como mercadoria e relembrou a dificuldade de se relacionar com o dirigente.
Ainda que os dois não se dessem bem, Edmundo enalteceu Eurico Miranda, que morreu no ano passado, vítima de um câncer cerebral.
Publicidade
"Eu o tenho com o maior respeito, carinho e consideração. O tenho como um pai...Tinha uma verdadeira admiração e respeito por ele. Ele não está mais aqui para se defender, é chato, mas ao longo do tempo eu vi que ele fazia por conveniência. O tinha como pai e acho que ele me tinha como mercadoria", destacou. 
Edmundo também nega que a possibilidade de ser presidente do Vasco esteja na sua lista de desejos. "Seria a coisa mais importante da minha vida ser presidente do Vasco, mas hoje eu ainda não me sinto capaz, e o Vasco não está pronto para receber alguém que não está capacitado", disse.
Publicidade
"Se para ser presidente do Vasco eu preciso ter tantos inimigos, então eu não quero", pontuou. 
Para o ex-atacante, o Gigante da Colina precisa de uma mandatário sem interesses pessoais para o clube "voltar aos momentos de alegria".
Publicidade
"O Vasco é uma instituição gigantesca, um gigante adormecido, e eu entendo que ele precisa de gente do bem, capaz e com conhecimento à frente do clube", disse.