Grêmio cobra do Vasco dívida em cerca de R$ 500 mil referente à negociação envolvendo Fellipe Bastos

Valor é relativo à taxa de vitrine de quando o volante estava emprestado ao Tricolor gaúcho e foi vendido ao Al Ain, dos Emirados Árabes, em 2015; presidente do clube gaúcho confirma informação

Por Venê Casagrande

No julgamento, Fellipe Bastos disse que não é preconceituoso
No julgamento, Fellipe Bastos disse que não é preconceituoso -
A situação financeira do Vasco não é das melhores, e o clube carioca pode ganhar mais problema nos próximos dias. O Grêmio pretende cobrar na Justiça uma dívida do Cruzmaltino, em cerca de R$ 500 mil, de 2015, referente à uma negociação envolvendo o volante Fellipe Bastos, segundo apurou a reportagem em parceria com o jornalista João Batista Filho.

Na ocasião, Fellipe Bastos, que pertencia ao Vasco, estava emprestado ao Grêmio. O Cruzmaltino recebeu uma proposta do Al Ain, dos Emirados Árabes e aceitou a oferta. O Tricolor, na ocasião, tinha direito a um valor pela "taxa de vitrine" que nunca foi quitada, segundo o presidente do clube gaúcho Romildo Bolzan.

"Tem, sim, essa dívida do Vasco por conta do Fellipe Bastos. Eles já tentaram parcelar, nós nunca aceitamos, mas agora vamos recorrer à Justiça", disse Bolzan ao Jornal O Dia.
Ainda segundo Romildo Bolzan, o Vasco já foi notificado de forma oficial e está ciente da cobrança do valor dívida.
"Eles já sabem, sim. Estão cientes", resumiu o mandatário tricolor.

O jornal O Dia tentou contato com o presidente do Vasco, Alexandre Campello, mas não obteve resposta até a publicação dessa matéria.

Comentários