Um dos queridinhos da torcida, Guarín, já está apto para jogar
 - ALEXANDRE BRUM/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO
Um dos queridinhos da torcida, Guarín, já está apto para jogar ALEXANDRE BRUM/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO
Por O Dia
Rio - Ainda sem se reapresentar para os treinamentos com a equipe, o volante Fredy Guarín tem futuro indefinido no Vasco. De acordo com o jornalista Lucas Pedrosa, da Band, o colombiano vai ser reunir nesta semana com a diretoria para conversar sobre os próximos passos. O repórter citou os problemas pessoais enfrentados pelo jogador nos últimos meses.

"Ele tem resolvido problemas particulares. Guarín enfrentou uma separação há pouco tempo, está longe dos filhos, está sozinho aqui no Rio, e por isso ele anda muito cabisbaixo, muito triste com toda essa situação, e também por isso o futuro do Guarín segue indefinido. Ele vai ter uma reunião com a diretoria do Vasco essa semana para definir se ele fica no Brasil, se ele vai realmente se apresentar ao Vasco, ou voltar à Colômbia e quem sabe até rescindir o contrato com o Gigante da Colina", disse Pedrosa, que completou:

"Guarín é um cara que sempre mostrou o seu amor ao Vasco, a gente lembra que ele fez tatuagem, o tempo todo fala que o Vasco é uma segunda família para ele, mas essa situação está pesando na cabeça do colombiano e pode ser que ele não seja mais jogador do Vasco. O fato é: o Vasco segue otimista, dando todo o respaldo ao Guarín, à disposição para conversar, dando também o tempo necessário que ele precisa para resolver essas questões, até porque sabe da importância de Guarín nesse elenco, é um cara muito querido e também vai agregar tecnicamente a esse time do Vasco", encerrou.