Estrela de Fernando Miguel brilha nas penalidades e Vasco avança na Copa do Brasil

Em Goiânia, Cruzmaltino vencer por 2 a 1, no tempo regulamentar, e carimba vaga na disputa de pênaltis

Por MARCELO BERTOLDO

Henrique comemora com os companheiros o primeiro gol do Vasco
Henrique comemora com os companheiros o primeiro gol do Vasco -
Goiânia - Na condição de vice-líder do Brasileiro, o Vasco mostrou força na Copa do Brasil. A vitória por 2 a 1, gols de Henrique e Benítez, no entanto, não foi suficiente para garantir a classificação no tempo normal, após a derrota por 1 a 0, em São Januário, no primeiro jogo. Na disputa de pênaltis, brilhou a estrela de Fernando Miguel, que defendeu as cobranças de Rafael Moura e Marcinho, garantindo a vaga na vitória por 3 a 2.
Com a volta de Yago Pikachu e Vinícius, Ramon Menezes entrou em campo com a formação considerada ideal. Com a dupla em ação, o lado direito reconquistou o equilíbrio perdido nos últimos jogos. No entanto, foi pelo lado esquerdo que a equipe encontrou mais facilidade para criar no primeiro tempo.
E coube a Henrique, que até então não havia balançado a rede em 163 jogos como profissional, abrir o placar, aos 32 minutos. O cruzamento desviou no uruguaio Pintado e tocou no goleiro Tadeu antes de entrar.
Talles Magno já havia testado o camisa 1 esmeraldino, que respondeu com boa defesa. Com Benítez de volta à função de armador, o camisa 11 cresceu de produção e mostrou que não se abateu com as críticas nas redes sociais pelas recentes atuações.
Mas ao tentar ajudar a defesa, Talles Magno desviou a bola que sobrou para Rafael Vaz empatar o jogo, aos 43 minutos. A resposta foi imediata na volta do intervalo. Aos quatro minutos, Benítez coroou a bela jogada de Andrey e acertou uma bomba para colocar o Vasco em vantagem: 2 a 1.
A partir daí, Fernando Miguel e Tadeu protagonizaram uma série de grandes defesas e mantiveram os holofotes sobre eles na disputa de pênalti após o apito final. Cano, Benítez e Bruno César converteram as cobranças. Pikuchu chutou fraco, na mão do goleiro. Fernando Miguel defendeu as cobranças de He-Man e Marcinho para selar a vaga e a garantir a premiação de R$ 2 milhões. 

Comentários